Visitantes online : 369 domingo, 2 de agosto de 2015
01/08/2015 15:39
Reprodução do Globo online
Reprodução do Globo online


O descontrole na segurança pública é gritante. Beltrame quer ir embora, deveria ir, mas está à espera de um cargo bom no governo federal. Mas nas polícias Civil e Militar todo mundo sabe que na prática Beltrame não está comandando mais nada, apenas empurrando com a barriga.

Por conta da premiação por metas, hoje as delegacias se recusam a fazer registros de determinadas modalidades de crimes. É o caso do sequestro relâmpago. Para quem não sabe, desde Cabral nem todas as delegacias têm delegados de madrugada. Existe uma escala, que deveria pelo menos ser divulgada na imprensa, onde num esquema de rodízio, um delegado é responsável por cinco delegacias. Com isso os policiais empurram determinados registros para outras unidades e as vítimas, além de terem sofrido com algum crime, ainda têm que ficar andando de lá para cá até conseguirem registrar. É inacreditável o que acontece no Rio de Janeiro.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [0] | |


01/08/2015 11:39
Reproduções do Globo online
Reproduções do Globo online


É inconcebível o que está acontecendo na Câmara de Deputados. O presidente Eduardo Cunha contratou a empresa Kroll, sediada em Nova Iorque, dizendo que seria para ajudar as investigações da CPI da PETROBRAS. O valor do contrato foi de R$ 1 milhão, mas está em vias de ser prorrogado através de um aditivo. Agora se sabe que a Kroll, na verdade, está trabalhando para Cunha tentar anular a delação premiada de Júlio Camargo, que disse ter lhe pago propina de US$ 5 milhões. E a Câmara é quem paga, ou melhor, é o nosso dinheiro.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [9] | |


01/08/2015 10:22
Reprodução do Brasil 247
Reprodução do Brasil 247


Olhem a ironia. Os comentaristas da Globo previram que o Brasil seria rebaixado no grau de investimento pelas agências internacionais. Isso não aconteceu. Porém, a Globo é que foi rebaixada. Traduzindo: a "política econômica" da Globo vai mal das pernas.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [6] | |


01/08/2015 09:11
Cunha e Aécio cochicham ao lado de Paulinho da Força Sindical (SDD) no evento do 1º de Maio; abaixo manchete da Folha de S. Paulo
Cunha e Aécio cochicham ao lado de Paulinho da Força Sindical (SDD) no evento do 1º de Maio; abaixo manchete da Folha de S. Paulo


Ao longo das últimas duas semanas, durante o recesso do Congresso, lideranças políticas conversaram muito se articulando para os embates que vão recomeçar na próxima semana. Mas ninguém tem como avaliar com certeza qual vai ser a postura dos 513 deputados e 81 senadores. Nem tudo o que os líderes acertam é seguido pelas bancadas. O PSDB está apostando no quanto pior, melhor. Por isso está de conchavos com Cunha para ver o governo Dilma sangrar. O PT já avisou que vai com tudo para cima da oposição. O governo está liberando verbas e distribuindo cargos. Mas temos mais três fatores decisivos: as manifestações, o julgamento das "pedaladas fiscais" e, claro, a Lava Jato, que promete novidades. Teremos fortes emoções a partir da semana que vem.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [4] | |


01/08/2015 08:38
Beatriz Catta Preta
Beatriz Catta Preta


A advogada Beatriz Catta Preta se diz intimidada pela CPI da PETROBRAS. O presidente da CPI, escolhido a dedo por Cunha, Hugo Motta jura que a CPI está apenas cumprindo seu papel de investigar. Mas existe uma contradição que salta aos olhos.

Por que a CPI só quer investigar os honorários de Catta Preta, e a origem desse dinheiro?

É bom destacar que os principais escritórios de advocacia de Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro estão envolvidos na defesa de investigados pela Operação Lava Jato. Nenhuma defesa dessas custa menos de R$ 1 milhão, em alguns casos vários milhões. Se somarem dá algumas dezenas de milhões. Mas nos demais casos a CPI não se interessou em saber quanto cada um está pagando, nem a origem do dinheiro. É elementar que isso é uma intimidação porque ela fez a delação premiada de Júlio Camrago, que acusou Cunha de ter recebido propina de US$ 5 milhões.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [5] | |


31/07/2015 20:36
Reprodução do Globo online
Reprodução do Globo online


O descalabro na segurança pública se agrava a cada dia que passa. Para bandidos fazerem um ataque simultâneo a três bases da UPP do Parque Alegria, mais a cabine da Linha Vermelha, é elementar que há falta de efetivo na região. E é isso mesmo. Policiais foram deslocados para a Maré e o Parque Alegria, no Caju ficou desguarnecido. Na Linha Vermelha houve mais uma vez pânico e os motoristas se queixaram que não havia policiamento. E olha que ali na Linha Vermelha fica o 22º batalhão da PM. Socorro!

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [5] | |


31/07/2015 15:31
Reprodução do Estadão online
Reprodução do Estadão online


A situação das contas do governo vai de mal a pior. Em maio foi anunciado o corte de R$ 25,9 bilhões no orçamento do PAC para este ano. Mas não ficou por aí. Ontem os ministros Joaquim Levy e Nelson Barbosa meteram a tesoura no PAC mais uma vez. O programa, que já foi um dos cartões-postais do governo e ajudou a eleger e reeleger Dilma terá corte de mais R$ 4,6 bilhões. Ou seja, o corte este ano chega a quase 45%. Se o PAC já estava atrasado, agora então vai piorar. O Programa de Aceleração do Crescimento virou Programa de Atraso no Crescimento, e, infelizmente, menos empregos.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [11] | |


31/07/2015 14:13
Montagem do Deco; abaixo, manchete do G1
Montagem do Deco; abaixo, manchete do G1


O governo Pezão insiste em negar um fato comprovado. Ontem o Jornal Nacional mostrou o resultado de uma pesquisa científica independente que verificou que o índice de contaminação da água da Baía de Guanabara está muito acima do tolerável, o risco de contrair doenças é enorme. Velejadores já pegaram doenças.

Mas o mais absurdo é que Pezão escalou seu secretário da Casa Civil, Leonardo Espínola, um advogado, para falar que não há risco de contaminação. Entende muito do assunto! Deveria então dar um mergulho nas águas da baía, junto com Pezão e família. E ainda saiu com a pérola: "Teremos provas com igualdade e condições para todos". Ele quis dizer, todos têm a mesma probabilidade de contrair doenças. É vergonhoso!

Aliás, fica uma pergunta no ar: O que Pezão fez com o dinheiro para a despoluição da Baía de Guanabara?

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [9] | |


31/07/2015 12:55
Nota da coluna Extra, Extra!; ao lado, Picciani, Cabral, Pezão e Paes
Nota da coluna Extra, Extra!; ao lado, Picciani, Cabral, Pezão e Paes


O isolamento de Cunha chegou ao PMDB-RJ, que não quer se meter na guerra pessoal contra o governo e o PT. Engraçado ver que Pezão não apita nada. Jorge Picciani, Cabral e Eduardo Paes decidem e o governador obedece.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [6] | |


31/07/2015 11:38
Reprodução do blog de Fernando Rodrigues, do UOL
Reprodução do blog de Fernando Rodrigues, do UOL


Vocês devem estar lembrados que eu falei aqui que o governo tinha cargos na manga para tentar impedir o flerte de deputados aliados com o impeachment. Está aí o que eu disse. O ministro Eliseu Padilha (PMDB), que assessora Michel Temer na articulação política, anunciou que 200 cargos federais nos estados, terceiro escalão, vão ser distribuídos em agosto. Entre ficar ao lado de Cunha ou ganhar cargos nos seus estados, com quem vocês acham que os "premiados" vão ficar? Tem isso e a liberação da verba de emendas que está acontecendo esta semana. Mas se vai ter gente feliz com o prêmio, no PT o clima é de enterro. A maioria desses 200 cargos está ocupada por petistas, que vão ter que ceder para ajudar o governo na crise com o Congresso.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [3] | |


31/07/2015 10:09
Reprodução do Globo online
Reprodução do Globo online


Ignorando completamente o que determina a lei, a Supervia mandou um maquinista passar com o trem por cima do corpo de um ambulante que morreu na via férrea. Não interessa se a altura não atingia o cadáver. A lei é clara, o local tem que ser preservado até a chegada da perícia. Mas a concessionária sabe que é protegida pelo governo Pezão, como foi no de Cabral, por isso faz o que quer.

Mais uma vez o secretário de Transportes, Carlos Roberto Osório disse que a atitude da Supervia "é inaceitável". A assessoria de Osório deveria lhe sugerir uma expressão similar mais contundente, porque dizer que "é inaceitável" já está banalizado. A cada incidente que envolve os trens, barcas ou metrô, ele diz a mesma coisa: "é inaceitável". Só que tudo é aceitável para o governo Pezão. Basta ver que das multas aplicadas à Supervia nos últimos 8 anos, a concessionária só pagou 30%. Isso sim é inaceitável.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [5] | |


31/07/2015 09:02
Reprodução do Diário do Poder
Reprodução do Diário do Poder


Depois que a advogada Beatriz Catta Preta disse que estava sendo intimidada pela CPI da PETROBRAS, Cunha correu para dizer que não interfere nas decisões da comissão. Mas tem aí uma coincidência. O doleiro Alberto Youssef declarou que sua família estava sendo intimidada pelo deputado Celso Pansera (PMDB-RJ) na CPI da PETROBRAS. Pois foi o mesmo deputado, ligadíssimo a Cunha, quem fez o requerimento para convocar a advogada. Será apenas coincidência? A verdade é que na CPI, Cunha tem alguns integrantes que só fazem o que ele quer.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [6] | |


31/07/2015 08:28
Beltrame; abaixo, reprodução de O Dia online
Beltrame; abaixo, reprodução de O Dia online


Acreditem se quiserem, mas Beltrame garante que o Complexo do Alemão está pacificado e que os moradores hoje têm garantido o seu direito de ir e vir. É simplesmente inacreditável! Mas o mais impressionante é que nenhum veículo de comunicação questionou as declarações de Beltrame. É como alguém dizer que o céu é amarelo e todo mundo bater palmas. A verdade é que nem os policiais da UPP têm garantido o seu direito à vida, porque não podem ir a determinadas áreas do Alemão senão morrem. Imaginem a situação dos moradores com tiroteios quase diários. Beltrame deve estar no ódio com o coronel Íbis Silva, ex-comandante da PM e atual chefe de gabinete do comandante, que admitiu que a pacificação no Alemão fracassou.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [8] | |


31/07/2015 08:04
Reprodução da Veja online
Reprodução da Veja online


Como já havia previsto ontem, a reunião da Presidente Dilma com os governadores só serviu para fazer marketing. Rendeu uma boa foto com 26 governadores, um vice, Dilma, Temer e seis ministros, todos sorridentes, como se tudo estivesse bem. De concreto nada. Promessas de ajuda de ambos os lados. Dilma diz que vai ajudar os estados, mas sem nada definido. Os governadores, cumprindo o script, disseram que vão ajudar a desarmar "pautas bomba" no Congresso. A foto serve para Dilma dizer que está com tudo sob controle e tem apoio dos governadores. Mas a realidade é muito diferente da fotografia posada.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [4] | |


30/07/2015 21:13
Reprodução do Radar online, da Veja
Reprodução do Radar online, da Veja


Para acalmar a base antes do Congresso voltar do recesso na semana que vem, o Palácio do Planalto está liberando emendas dos deputados relativas a 2014. Com isso enfraquece Cunha, que fica sem a arma de dizer aos deputados do baixo clero que ele vai pressionar o governo para a liberação. O governo está correndo atrás do prejuízo.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [4] | |


30/07/2015 15:27
Eduardo Cunha; abaixo, manchete da Folha de S. Paulo online
Eduardo Cunha; abaixo, manchete da Folha de S. Paulo online


A defesa do empresário Julio Camargo, que entregou Cunha, definiu da seguinte forma o método de atuação dele: "Está em vigor a 'moral da gangue', que acredita triunfar pela vingança, intimidação e corrupção". Com ou sem intimidação, a situação de Cunha está cada vez mais enrolada na Lava Jato.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [11] | |


30/07/2015 11:45
Reprodução do Globo online
Reprodução do Globo online


Quando um presidente da República convoca governadores para uma reunião é normal que todos compareçam, afinal todos dependem de iniciativas do governo federal nos seus estados, ninguém quer comprar uma briga pessoal. Daí a que entrem no jogo para valer é outra história. Dilma quer desarmar "pautas bombas" que Cunha pretende lançar em agosto. Os governadores querem alternativas para a crise financeira dos estados. É provável que ao final da reunião de hoje à tarde, todos falem no interesse do país, mas por trás estão os interesses políticos de cada um. Se a reunião vai servir para mais do que marketing só o tempo dirá.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [9] | |


30/07/2015 10:36
Reprodução da Veja online
Reprodução da Veja online


Saiu publicado hoje no Diário Oficial o veto da Presidente Dilma ao reajuste de todos os aposentados pelas regras de aumento do salário-mínimo. Os aposentados e pensionistas que ganham acima do piso ficam fora. O governo alega que teria um gasto extra de R$ 9,2 bilhões. É uma medida impopular que atinge em cheio o bolso dos aposentados e a imagem da presidente Dilma. Depois não adianta se queixar, nem gravar vídeos otimistas falando de festa olímpica.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [16] | |


30/07/2015 09:38
Reprodução de O Dia online
Reprodução de O Dia online


O coronel Íbis Silva foi comandante da PM no ano passado até a posse, em janeiro deste ano, do coronel Pinheiro Neto. Hoje é chefe de gabinete do comandante geral. É o primeiro oficial da cúpula da PM a admitir a triste realidade. Segundo o coronel Íbis, a pacificação do Alemão "fracassou porque começou da forma errada". Mas apesar disso a mídia, orientada pelo Palácio Guanabara, continua usando a expressão "comunidade pacificada", o que chega a ser ridículo. Mas como sempre afirmei, a razão principal do fracasso é que tudo não passou de jogada de marketing eleitoral. O resultado está aí hoje, só não vê quem não quer.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [3] | |


30/07/2015 09:02
Reprodução do Diário do Poder
Reprodução do Diário do Poder


Fernando Baiano não aceitou a delação premiada, pelo menos até agora. Mas em compensação Mário Góes, que atuava junto com Baiano decidiu falar. Ele conhece todo o esquema que envolve políticos do PMDB-RJ. Se contar o que sabe complica ainda mais a situação de Eduardo Cunha, Cabral e Pezão, além de outros peemedebistas fluminenses que até agora não apareceram na Operação Lava Jato.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [4] | |


PrimeiroAnterior1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 ProximoUltimo

Facebook


Twitter


Vídeos

Busca
Histórico
Links
Todos os Direitos Reservado
Fotos Anthony Garotinho