Visitantes online : 866 sábado, 25 de abril de 2015
25/04/2015 14:05
Imagens do Facebook
Imagens do Facebook


No show que comemorou os 50 anos da TV Globo, no Maracanãzinho, na quinta-feira à noite, teve protesto. Todos os convidados eram recebidos com faixas e bandeiras protestando contra o monopólio da Globo. Mas isso é claro, a Globo não mostrou no Jornal Nacional, nem a imprensa noticiou.

Amanhã é o dia do aniversário de 50 anos da TV Globo e outras manifestações de protesto estão programadas.

São Paulo

Praça General Gentil Falcão, no Brooklin Novo, às 15h, de onde vão marchar até a sede da Globo, nas proximidades


Brasília

Em frente à sede da emissora, na W3 Norte (próximo ao Shopping Brasília), às 13h


Recife

Praça do Arsenal, centro do Recife, às 15h


Belo Horizonte

Av. Carlos Luz, 800 (próximo à igreja Santa Clara), bairro Caiçara, às 13h

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [0] | |


25/04/2015 12:09
Reprodução do Diário do Poder
Reprodução do Diário do Poder


Mesmo com FHC dizendo que não é a hora de pedir o impeachment da Presidente Dilma, a bancada federal tucana pretende apresentar o pedido na terça ou na quarta. Antes os parlamentares do PSDB vão conversar com Aécio Neves. Na atual conjuntura a aposta é que Eduardo Cunha receberá o pedido, mas o engavetará. No entanto tratando-se de Cunha sempre tem gente com um pé atrás. A estratégia do PSDB é ver o governo sangrando. Não creio que esse pedido vá para a frente, mas vai incendiar o Congresso, não tenham dúvidas.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [0] | |


25/04/2015 10:32
Reprodução do Globo online
Reprodução do Globo online


Ora, na falta de argumentos, Lula continua apelando para o discurso de que o PT é vítima de processo de criminalização por parte da mídia e das elites. Ora se o PT é vítima de alguma coisa, só se for da ganância e da corrupção de vários dos seus integrantes. Essa conversa não cola mais para a grande maioria da opinião pública. O PT está sendo criminalizado, porque cometeu crimes. É simples assim.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [5] | |


25/04/2015 10:20
Reprodução do UOL
Reprodução do UOL


Ontem a Autoridade Pública Olímpica anunciou que as obras para a Olimpíada do Rio vão ficar R$ 500 milhões mais caras. Com isso a conta vai a R$ 38,2 bilhões, que será dividida pelo governo federal, governo do Rio e prefeitura. A imprensa só não está mostrando é um detalhe essencial. O projeto olímpico inicial estava estimado em R$ 28,8 bilhões. Com isso, estamos a 14 meses da Olimpíada, a conta já subiu R$ 9,6 bilhões. E podem apostar que até ao final esse preço ainda vai subir por conta dos aditivos. E vale lembrar que algumas obras previstas no projeto inicial não serão mais realizadas.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [3] | |


24/04/2015 15:20
Reprodução da Veja online
Reprodução da Veja online


Mais uma farra na Câmara. Para alegria dos deputados que gostam de faltar, Cunha voltou atrás e não vai mais fazer o desconto nos salários. É mais uma vergonha. O trabalhador quando falta é descontado. Cunha quer a terceirização que vai tirar direitos dos trabalhadores, mas para os deputados quer dar mais direitos especiais.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [16] | |


24/04/2015 14:28
Reprodução de O Dia online
Reprodução de O Dia online


Paes está fazendo de tudo para agradar o PT com o intuito de que o partido não lance candidato à Prefeitura do Rio em 2016, apoiando Pedro Paulo. À primeira vista tem gente que vai dizer que Paes está sendo esperto tirando uma pedra do caminho. Mas um observador mais atento percebe que o PT não tem candidato com força para disputar a eleição municipal do Rio, o nome mais falado é de Adilson Pires, atual vice de Paes, mas sem nenhuma visibilidade. Mas em compensação o ônus de estar junto com PT vai custar muitos votos ao candidato de Paes. Em outros tempos quando Lula e o PT estavam mais em alta, a manobra de Paes poderia ser proveitosa, mas a esta altura, só servirá para aumentar o desgaste.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [10] | |


24/04/2015 11:02
Reprodução da Folha de S. Paulo online
Reprodução da Folha de S. Paulo online


Vocês devem estar lembrado que há duas semanas disse aqui no blog, que seria mau negócio para Dilma ocupar rede de rádio e televisão na noite de 30 de abril, como fazem tradicionalmente os presidentes para falar aos trabalhadores. Há o grande risco de haver novo panelaço e estimular outros protestos como aconteceu no pronunciamento do Dia Internacional da Mulher. Centrais sindicais vão aproveitar os atos do 1º de Maio para protestar contra os deputados que votaram a favor da terceirização. Dilma não tem participação nisso. Mas se for para a televisão corre o risco que acabar sendo alvo junto com os parlamentares da terceirização. É um dilema que o Palácio do Planalto enfrenta. E pensando bem que boas notícias Dilma pode dar aos trabalhadores diante da crise que estamos enfrentando?

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [15] | |


24/04/2015 10:12
Reprodução do G1
Reprodução do G1


A escalada da violência vem crescendo seguidamente atingindo níveis insuportáveis. É uma guerra. Mas para Pezão e Beltrame a segurança está melhorando, a pacificação avançando. Tiroteios diários aterrorizam moradores de várias regiões. O policiamento de rua continua reduzido, a bandidagem está cada vez mais ousada. Traficantes e milicianos disputam conjuntos do Minha Casa, Minha Vida. Se fosse no tempo em que eu era o governador podem apostar que a mídia, principalmente as Organizações Globo, estariam pedindo intervenção federal no Rio de Janeiro. Estamos perdidos no meio do tiroteio.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [3] | |


24/04/2015 09:47
Reprodução do Brasil 247
Reprodução do Brasil 247


Vários deputados já haviam me contado que Eduardo Cunha vive um delírio de poder querendo mandar em tudo e em todos. Cunha deve achar que vai conseguir colocar a República a seus pés. Está empenhado em derrubar os ministros José Eduardo Cardozo e Gilberto Kassab. Aliás, Kassab, que não é bobo, na semana passada tomou café da manhã com Cunha para tentar uma trégua, deve ter oferecido alguma vantagem política. Cunha, mesmo ganhando o ministério do Turismo para Henrique Eduardo Alves, impôs esta semana mais uma derrota ao governo na terceirização e está em guerra com o governo para aprovar seu projeto de redução de ministérios. E agora o que ninguém esperava, faz ameaças a seu colega de PMDB, Renan Calheiros. Cunha pode iniciar uma guerra entre a Câmara e o Senado. Segurem o Cunha ou ele vai incendiar Brasília.


 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [9] | |


23/04/2015 14:34
Reproduções do Globo online e do portal G1
Reproduções do Globo online e do portal G1


Hoje pela manhã estava vendo o Bom Dia Rio e lá estava o secretário de Transportes de Pezão, o Osório "vendendo seu peixe". Desta vez foi uma placa de concreto que desabou num canteiro da obra do metrô, em Ipanema, atingindo o senhor de 87 anos. Segundo Osório "houve uma movimentação atípica do solo", mas ele garante que não foi motivada pela obra. Bem, se deixassem Osório falar mais tempo, acho que convenceria muitas pessoas de que existe atividade sísmica no subsolo de Ipanema, vai ver um vulcão adormecido. Isso é do mesmo nível da justificativa do secretário de Ambiente, André Corrêa falando da mortandade de toneladas de peixes na Lagoa Rodrigo de Freitas. Segundo Côrrea, os peixes morreram de "choque térmico causado pela água da chuva", fato negado veementemente por especialistas que dizem que o problema foi decorrente de poluição. Mas o mais impressionante é que nenhum repórter questiona nada, nem a "movimentação atípica do solo de Ipanema", nem o "choque térmico que matou os peixes da Lagoa". É por isso que surgem as versões mais estapafúrdias, os secretários de Pezão sabem que estão blindados, podem falar a maior bobagem, que os repórteres estão orientados a aceitar tudo numa boa.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [7] | |


23/04/2015 11:55
Reprodução do Diário do Poder
Reprodução do Diário do Poder


O senador Lindbergh Farias (PT - RJ) prestou depoimento à Polícia Federal no inquérito da Operação Lava Jato. Lindbergh negou que tenha se encontrado com o ex-diretor da PETROBRAS Paulo Roberto Costa para tratar de doações para sua campanha. A planilha que a PF encontrou com doações para Lindbergh, segundo o senador, pode ter sido confusão de Paulo Roberto Costa. Lindbergh diz que se encontrou com Costa apenas para pedir sugestões de empresas que poderiam ser procuradas para doar para sua campanha. O depoimento de Lindbergh foi encaminhado ao Supremo Tribunal Federal.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [4] | |


23/04/2015 11:09
Reprodução do Brasil 247
Reprodução do Brasil 247


O senador Aécio Neves queria porque queria entrar logo com o pedido de impeachment da Presidente Dilma. Mas ontem depois de se reunir com o jurista que o PSDB contratou para elaborar um parecer para embasar o pedido de impeachment, Miguel Reale Júnior, Aécio recuou. Foi convencido que não há um fato concreto para justificar o impeachment, como o Fiat Elba do caso Collor. Aécio queria ver o governo sangrando, mesmo que o impeachment não passasse. Agora vai esperar, mas não abandonou a ideia. De qualquer forma é um alívio temporário para o governo.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [8] | |


23/04/2015 09:55
Reprodução do Globo online
Reprodução do Globo online


Eduardo Cunha venceu mais um round contra o governo, que significa uma derrota para todos os trabalhadores brasileiros. O projeto agora vai para o Senado. Abaixo tem o link para a lista de como votou cada um dos deputados presentes à sessão. Confirmo que minha filha, Clarissa Garotinho, votou contra a terceirização. O PR ficou dividido, uns votaram contra, outros a favor. Sei que alguns leitores vão me fazer questionamentos sobre isso. Me adianto dizendo que cada um há de ter os seus motivos, não sou dono do mandato de ninguém. Fico feliz que Clarissa tenha sido coerente com a nossa luta em defesa dos trabalhadores. Com esse resultado é elementar que teremos um 1º de Maio de protestos.


Clique aqui e veja como votou o seu deputado

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [12] | |


22/04/2015 18:32


Vamos destacar algumas questões que o Garotinho frisou na campanha e que agora a população vê com clareza que eram verdadeiras, num texto enviado ao blog por Suledil Bernardino, companheiro de lutas de Garotinho há muitos anos, atual secretário de Controle da Prefeitura de Campos.

1 - Garotinho dizia: "O Estado está falido. Cabral e Pezão levaram as finanças do estado ao fundo do poço". Enquanto isso Pezão mentia à população festejando Cabral como grande administrador. A verdade veio à tona, sem dinheiro para pagar fornecedores e até funcionários terceirizados, Pezão meteu a mão no dinheiro dos depósitos judiciais, tornando pública a má gestão das finanças estaduais.

2 - Garotinho afirmava: "A UPP é maquiagem, política pontual, não resolve a segurança do estado". Pezão afirmava que as UPPs iam muito bem e que iria ampliá-las para todo o estado. Agora as mesmas TVs e jornais mostram a morte em sequência de policiais, os latões improvisados como sede de UPP, os condomínios do Minha Casa, Minha Vida tomados pelas milícias e a disparada da violência em todo o estado.

3 - Garotinho dizia: "Com dinheiro da corrupção, Cabral e Pezão compraram os partidos políticos". Os dois aparecem envolvidos no Petrolão e várias ações de improbidade começam a ser movidas contra secretários de Cabral, entre eles Júlio Lopes e Sérgio Côrtes.

O eleitor deve estar neste momento fazendo uma reflexão sobre o voto que deu naquilo que chamavam de continuidade da mudança. A divulgação recente dos bilhões investidos por Cabral e Pezão em propaganda, especialmente na Globo foi com a intenção de vender ao eleitor uma realidade que não existia. Hoje há um sentimento de arrependimento dos eleitores do estado, as pesquisas já mostram que mais de 64% rejeitam o governo Pezão. Garotinho tinha razão.


 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [13] | |


22/04/2015 16:46
Reproduções da Folha de S. Paulo e do Brasil 247
Reproduções da Folha de S. Paulo e do Brasil 247


Com todo o respeito ao Vice-Presidente Michel Temer, mas essa história de que o PMDB pretende devolver parte do que lhe cabe da verba do Fundo Partidário para ajudar no ajuste fiscal não passa de "conversa para boi dormir". Segundo a Folha de S. Paulo, o PMDB ainda está fazendo cálculos financeiros, mas poderia abrir mão de 25% da verba. Vamos aos números, que fiz questão de pesquisar no site do TSE:

Em 2014 o Fundo Partidário distribuiu R$ 308 milhões. A parte do PMDB foi de R$ 36 milhões, o que dá 11,6% do total. Como a verba é distribuída de acordo com a votação dos partidos para a Câmara dos Deputados, este ano haverá variação do percentual por conta do resultado da eleição do ano passado. Mas o PMDB receberá mais que 10%. A Presidente Dilma sancionou a lei que passou a verba do Fundo Partidário deste ano para R$ 867 milhões. Dez por cento desse total dá R$ 86,7 milhões. Se o PMDB abrir mão mesmo de 25% receberá em torno de R$ 75 milhões, mais que o dobro do ano passado. Ou seja, o PMDB joga para a galera e se finge de bonzinho. É o mesmo que acontece no caso do projeto de Eduardo Cunha para reduzir os ministérios. O PMDB quer convencer a população que seu interesse maior é pelo bem do Brasil. Só quem não conhece o PMDB pode acreditar nas boas intenções.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [6] | |


22/04/2015 14:29
Reprodução do Brasil 247
Reprodução do Brasil 247


Os moradores da Rocinha querem saber o que Pezão fez com R$ 1,6 bilhão do PAC da Rocinha. O PAC 1 não terminou, o PAC 2 anunciado com toda a pompa em 2013, nem começou. O PAC 2 só serviu para arrumar votos. Com o governo federal fazendo cortes no orçamento e com o governo do Rio quebrado, os moradores da Rocinha podem esperar sentados pelas obras prometidas. Essa é a dura verdade.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [4] | |


22/04/2015 12:08
Pezão e Cabral
Pezão e Cabral


Já noticiei aqui no blog que Pezão, no sufoco para arrumar dinheiro, está fazendo uma farra de revisões fiscais com grandes devedores do ICMS. Está propondo a algumas grandes empresas pagarem apenas 10% do total da dívida. Agora o líder do PR na ALERJ, Rogério Lisboa está solicitando informações da Secretaria de Fazenda. Estive recentemente com um amigo que trabalha na Fazenda, que disse o seguinte: "Garotinho, se fizerem uma auditoria no Conselho Estadual dos Contribuintes e na Junta de Revisão Fiscal as pessoas vão cair para trás com as revisões e reduções de dívidas e multas. São bilhões perdoados ". Aliás não custa relembrar que Cabral perdoou uma multa de R$ 836 milhões da OI / Telemar, que por "coincidência" é cliente do escritório de advocacia de Adriana Ancelmo, mulher do ex-governador. Está aí uma situação que merecia uma CPI, mas sem chances de acontecer na ALERJ, onde a maioria só faz o que Pezão quer, mesmo que contrarie os interesses do povo e do Estado.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [9] | |


22/04/2015 11:02
Reprodução da Época online
Reprodução da Época online


Vocês lembram que eu disse aqui, que o plano de Cabral era enfraquecer Michel Temer como presidente do PMDB para substituí-lo. Só que foi abatido pelo Petrolão. Com Cabral enrolado na Justiça, a nova aposta do PMDB - RJ é o governador Paulo Hartung (ES), amigo do ex-governador do Rio. Só tem um problema se vingar a articulação política de Michel Temer até março, sem chances para Paulo Hartung.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [1] | |


22/04/2015 10:07
Reprodução do Globo online
Reprodução do Globo online


Como amanhã é feriado de São Jorge apenas no Estado do Rio de Janeiro, Eduardo Cunha espera que haja quórum para votar o projeto que libera a terceirização. Cunha sabe que a Presidente Dilma vai vetar alguns pontos do projeto, caso seja aprovado como quer o PMDB, mas o que ele quer é vencer o governo mais uma vez.

Hoje nos aeroportos das capitais, sindicalistas estão fazendo manifestações para pressionar os deputados que estão viajando para Brasília. Está marcada uma manifestação em frente ao Congresso. Vai ser mais uma batalha.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [7] | |


21/04/2015 11:52
Reproduções da Veja online e da Folha de S. Paulo online
Reproduções da Veja online e da Folha de S. Paulo online


Triplicar o Fundo Partidário num momento de crise e cortes nos ministérios evidencia como o governo Dilma está acuado. O PT aprovou a resolução que impede os diretórios de aceitarem doações de empresas, mas com o fundo triplicado o problema está resolvido.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [25] | |


PrimeiroAnterior1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 ProximoUltimo

Facebook


Twitter


Vídeos

Busca
Histórico
Links
Todos os Direitos Reservado
Fotos Anthony Garotinho