Visitantes online : 943 segunda-feira, 6 de julho de 2015
05/07/2015 11:45
Reprodução do Globo
Reprodução do Globo


A dura realidade que Lula parece não conseguir enxergar é que o PT está desmoralizado, o governo com a aprovação abaixo do volume morto (9%), e a crise econômica afetando o bolso dos brasileiros. A toda a hora Lula convoca os petistas e as plateias a quem fala para irem para as ruas defender o governo Dilma, mas nada acontece. Usando a frase da manchete, a situação está mais para encostar a cabeça no ombro de alguém e chorar. Já passou o tempo em que Lula arregimentava multidões. E a situação é ainda mais complicada porque Dilma não tem o carisma de Lula, nem demonstra disposição para ir para as ruas e andar ao lado do povo. Quem a esta altura irá paras as ruas defender o governo? Lula está pregando no deserto, só ainda não percebeu.

Aliás, nesse encontro com os petroleiros, Lula saiu-se com mais uma bravata, usando a história de Getúlio Vargas e João Goulart: "Não vou me matar, não vou sair do país. Eu vou para a rua. Se quiserem me derrubar, vão ter que me derrubar na rua".

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [0] | |


05/07/2015 09:30
Reprodução do Globo online
Reprodução do Globo online


Quando o Estádio do Engenhão foi interditado por problemas estruturais, Eduardo Paes anunciou que a Prefeitura do Rio não teria gastos, que as obras seriam bancadas pelo consórcio que o construiu, afinal houve erro de projeto. Não custa relembrar que o consórcio que fez o Engenhão era liderado pela Delta. A obra custou R$ 380 milhões. A reforma já está em R$ 150 milhões, mas segundo relatório do Tribunal de Contas do Município não vai resolver dois problemas. Para solucioná-los vão ser gastos mais algumas dezenas de milhões. Mas a mentira de Paes está lá no relatório do TCM. Paes está pagando integralmente as obras de reforma, ao contrário do que anunciou, e depois vai cobrar na Justiça o consórcio que construiu o estádio. Como a Delta acabou, foi vendida, esse processo vai rolar anos nos tribunais.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [3] | |


05/07/2015 09:13
Pezão e Jorge Picciani; abaixo, reprodução do Informe do Dia
Pezão e Jorge Picciani; abaixo, reprodução do Informe do Dia


A ideia vem desde os tempos de Cabral, mas agora Pezão quer colocar em prática. A situação das contas públicas é tão dramática que a ordem de Pezão é vender tudo o que for possível para arrumar dinheiro, até a CEDAE. É bom que os trabalhadores da CEDAE se mobilizem porque o PMDB quer fazer mais um negócio. Aliás, a ALERJ deveria acompanhar a venda de imóveis do Estado, principalmente os valores. Na surdina, Pezão está dilapidando o nosso patrimônio.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [2] | |


04/07/2015 15:29
Reprodução do Globo online
Reprodução do Globo online


A Polícia Federal pediu ajuda à INTERPOL para investigar empresas offshore do Panamá, que estariam por trás de doações de empresas envolvidas no Petrolão para políticos. Poderia pedir para investigar a Gangue do Panamá. Já foram encontradas empresas offshore onde o pai e a irmã de Eduardo Paes depositaram milhões, e agora outra, que Rodrigo Bethlem usava para movimentar dinheiro. Seria uma boa oportunidade para investigar a Gangue do Panamá.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [4] | |


04/07/2015 11:46
Reprodução do Diário do Poder
Reprodução do Diário do Poder


É importante esclarecer uma questão porque alguns leitores têm dúvidas. Se as contas de campanha de Dilma forem reprovadas pode haver a cassação do seu diploma. Nesse caso seriam atingidos, ela e seu vice, Michel Temer. Mas no caso de serem reprovadas no TCU as contas de 2014 do seu governo, poderia ser aberto um processo de impeachment, mas nesse caso só atingiria Dilma, Temer não seria afetado.

Dito isso passamos ao PMDB. A cúpula do PMDB acha que são favas contadas a reprovação das contas de 2014 no TCU. Por isso já planeja o dia seguinte. Com Eduardo Cunha à frente, caso isso realmente aconteça, o PMDB vai apostar todas as fichas no impeachment, assim Michel Temer viraria presidente. Por isso já andam sondando o PSDB. Como vocês podem imaginar num eventual governo Michel Temer, depois de uma inevitável batalha no Congresso que provocará "derramamento de sangue", Eduardo Cunha se transformaria em "Primeiro-ministro", não de direito, mas na prática. E aí salve-se quem puder!

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [15] | |


04/07/2015 11:14
Reprodução da Folha de S. Paulo
Reprodução da Folha de S. Paulo


José Maria Marin sabe que perdeu. A sua situação é tão complicada, que seus advogados estão propondo ao Departamento de Justiça dos Estados Unidos pagar R$ 22 milhões, uma espécie de fiança, para Marin poder ficar em prisão domiciliar em Nova Iorque, com obrigatoriedade de usar tornozeleira eletrônica. Mas as autoridades norte-americanas querem que ele colabore com as investigações. Será o fim de Marco Polo Del Nero.

Não custa lembrar que o empresário J. Hawilla, da Traffic, para não ser preso nos Estados Unidos teve que fazer um acordo com o Departamento de Justiça onde se comprometeu a pagar multa de US$ 151 milhões, até maio já havia pago US$ 25 milhões. E mais um detalhe: teve que colaborar com as investigações do FBI contando o que sabia, inclusive gravando conversas com autorização da Justiça.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [2] | |


04/07/2015 10:30
Reprodução do Radar online, da Veja
Reprodução do Radar online, da Veja


Raciocinem comigo. Cabral foi o governador que bateu todos os recordes de rejeição no país. Com todas as máquinas públicas a seu favor, estadual, municipal e federal, desistiu de concorrer ao Senado porque sabia que iria perder. Destruiu o Estado, a crise financeira de hoje é fruto da péssima administração e dos desvios que começaram no seu governo. A sua imagem está definitivamente associada às farras em Paris com um empreiteiro, Fernando Cavendish, da Delta. E para completar está sendo investigado no Petrolão. Com esse currículo, sem cargo público, que empresários, a esta altura do campeonato, estariam dispostos a pagar por palestras de Cabral? A não ser que a empresa de palestras seja para justificar doações de empreiteiras que têm negócios com o governo Pezão.
 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [9] | |


04/07/2015 10:06
Reprodução do Globo online
Reprodução do Globo online


O empreiteiro Ricardo Pessoa afirmou em depoimento à PF e ao MPF, que entregou R$ 3,9 milhões ao tesoureiro do PT, João Vaccari Neto "em decorrência das obras com a PETROBRAS", ou seja, dinheiro do Petrolão, que teria entrado como doação eleitoral para a campanha de Dilma. É nitroglicerina pura quando se aproxima o julgamento das contas de campanha da Presidente Dilma.
 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [3] | |


03/07/2015 14:16
Reprodução do JB Digital
Reprodução do JB Digital


O saque à PETROBRAS por conta do Petrolão trouxe prejuízos incalculáveis à estatal, fala-se em R$ 16 bilhões. Claro que tivemos a queda do preço do barril de petróleo, mas o Petrolão fez a PETROBRAS suspender investimentos e pagamentos. Essa é a principal razão da crise da indústria naval no Rio de Janeiro. É uma pena ver que a indústria naval, que foi reativada no meu governo, novamente demitindo em massa. Até semana passada mais de 3.500 empregados já haviam sido demitidos nos estaleiros fluminenses. Agora o Estaleiro Mauá (EISA) fecha as portas e demite mais 2 mil pessoas. É grave a crise.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [17] | |


03/07/2015 12:27
Reprodução da Veja online
Reprodução da Veja online


Cunha não perde a oportunidade de acirrar os ânimos com o PT. É adepto da teoria do caos. Sabe que sem Temer a articulação política do governo levará os petistas a darem cabeçadas enfraquecendo o governo no Congresso. Quanto mais o governo estiver fragilizado, mais Cunha ganha espaço para suas jogadas e pedaladas. Por isso Cunha torce pelo pior.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [10] | |


03/07/2015 11:11
Reprodução do Globo online
Reprodução do Globo online


Como eu disse aqui no blog há algum tempo a política brasileira, com o PT e o PMDB à frente, institucionalizou uma situação inédita: a "lavagem de propina". Uma parte das propinas acertadas com as empreiteiras era paga em doações eleitorais. Aliás, no Rio de Janeiro, o PMDB também institucionalizou essa prática. Por isso existe um festival de aditivos em obras do governo estadual e da Prefeitura do Rio.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [2] | |


03/07/2015 10:16
Governador Pezão
Governador Pezão


Um pesquisa interna contratada pelo PMDB-RJ assustou os caciques fluminenses. Obviamente a pesquisa está trancada a sete chaves e não será divulgada, mas aponta que na cidade do Rio de Janeiro a aprovação de Pezão é menor que os 9% que Dilma tem. No interior Pezão está um pouco melhor que Dilma, mas não muita coisa. E isso mesmo com a blindagem da mídia.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [7] | |


03/07/2015 09:27
Reproduções da Folha de S. Paulo e do Brasil 247
Reproduções da Folha de S. Paulo e do Brasil 247


Os advogados do PT queriam impedir o depoimento do empreiteiro Ricardo Pessoa (UTC), coordenador do "clube do bilhão", ao TSE no processo que julga as contas da campanha de Dilma - Temer. Por unanimidade o TSE rejeitou o recurso petista. Por isso o PT está preocupado com o julgamento das contas de campanha que deverá acontecer até outubro. Se as contas da campanha forem reprovadas no TSE, Dilma e Temer podem ter seus diplomas cassados. Esse é o segundo tormento petista.

O primeiro tormento é o julgamento das contas de 2014 do governo Dilma. O TCU deu prazo que vence este mês para Dilma esclarecer as pedaladas fiscais. O julgamento pode acontecer a partir de agosto, que pode virar mês de desgosto para o PT e o governo. Caso as contas sejam reprovadas estará aberto o caminho para a oposição pedir o impeachment.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [8] | |


03/07/2015 08:42
Reprodução do Globo online
Reprodução do Globo online


Não é à toa que Eduardo Cunha anda cada vez mais nervoso. Colunistas políticos têm relatado o estado de espírito de Cunha, que com os nervos à flor da pele anda descontando nos deputados mais próximos. Sua situação já estava complicada no inquérito do Petrolão. Ontem, Cunha teve essa má notícia. Seu afilhado político, Jorge Zelada, ex-diretor da área internacional da PETROBRAS, foi preso na Operação Lava Jato. Se Zelada falar o "reinado" de Cunha não irá longe.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [5] | |




02/07/2015 16:38
Reprodução do UOL Esporte
Reprodução do UOL Esporte


Quando foi apresentado o projeto olímpico estimou-se o custo da arena de tênis em R$ 125 milhões. Depois Paes mudou o projeto passando para R$ 175 milhões. Mas com os aditivos o custo já está em R$ 201 milhões, fora uma reposição de correção monetária de R$ 11 milhões. Bem, a realidade é que a obra já custa R$ 212 milhões e ainda não terminou. Isso é apenas uma obra. Imaginem no final quanto as obras todas vão custar a mais com os aditivos. O Rio pode ser a cidade olímpica da vez, mas esses aditivos da gestão de Paes não são nada olímpicos.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [14] | |


02/07/2015 15:21
Montagem do blog do Noblat
Montagem do blog do Noblat


Nessa questão da redução da maioridade penal, Cunha mais uma vez rasgou o regimento interno da Câmara. O autoritarismo do presidente da Câmara passa por cima até da Constituição. Cunha vem atropelando todas as legislações. Acha que está acima do bem e do mal. Algumas pessoas precisam entender que não se pode bater palmas para essas atitudes, só porque eventualmente se concorda com alguma proposição aprovada. Amanhã esse comportamento de Cunha vai se repetir para aprovar algo que essas mesmas pessoas não concordam. Cunha age como um ditador, como dono da Câmara. É inacreditável!

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [18] | |


02/07/2015 14:04
Reprodução do portal UOL
Reprodução do portal UOL


Não é só o FBI que está investigando contratos de direitos de transmissão de jogos. Apesar da Globo esconder a informação, a Polícia Federal está investigando os contratos da emissora com a CBF. Com certeza haverá grande pressão para abafar as investigações

E por falar nisso, a CPI da CBF continua no papel. Del Nero agradece o descaso.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [6] | |


02/07/2015 12:52
Reprodução do portal G1
Reprodução do portal G1


Procuradores do MPF já disseram que a situação de José Dirceu é "muito ruim". E piorou com delação premiada que o acusou de receber propina de R$ 2,6 milhões a título de suborno para ajudar uma empresa envolvida no Petrolão. Teme ser preso a qualquer momento, atualmente cumpre pena de prisão domiciliar.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [15] | |


02/07/2015 11:45
Beltrame deixando a sede da Força de Pacificação (Foto de Domingos Peixoto, da Agência Globo)
Beltrame deixando a sede da Força de Pacificação (Foto de Domingos Peixoto, da Agência Globo)


Beltrame já foi pop star no Rio, quando a lavagem cerebral da mídia estava no auge e quase todo mundo acreditava na pacificação. Nessa época, Beltrame vivia na televisão sempre anunciando "vitórias" e "avanços", que não eram nada do que ele dizia, hoje está mais do que provado. A mídia enaltecia Beltrame como um falso herói. Ele chegou a sonhar em ser candidato ao governo do Rio, no lugar de Pezão. Mas há mais de um ano ficou claro e cristalino que a pacificação era "pacificação", uma farsa usada para fins eleitorais. Depois que a blindagem da mídia foi rompida pelo sentimento coletivo, Beltrame desapareceu da televisão. Agora são raras suas aparições. A máscara caiu, os elogios da mídia cessaram e Beltrame desmoronou. Beltrame perdeu completamente o controle da segurança pública e agora quer ir embora.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [2] | |


PrimeiroAnterior1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 ProximoUltimo

Facebook


Twitter


Vídeos

Busca
Histórico
Links
Todos os Direitos Reservado
Fotos Anthony Garotinho