Blog do Garotinho
Visitantes online : 793 sexta-feira, 28 de novembro de 2014
27/11/2014 18:55
Reprodução do jornal O Globo
Reprodução do jornal O Globo


O Procurador Geral da República, Rodrigo Janot pretende antes do recesso de fim de ano apresentar a lista dos políticos, que pedirá abertura de inquérito no Supremo Tribunal Federal. Daí até que haja uma conclusão vai demorar, mas os políticos que porventura estiverem na lista sabem que o futuro que os espera é muito ruim, por conta das delações premiadas. Esta semana em Brasília um político, cujo nome já apareceu na imprensa como envolvido no Petrolão, comentou: "Vou aproveitar bem este Natal com a família, afinal no ano que vem sabe Deus". A verdade é que a lista do MPF vai abalar o Natal de muita gente.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [0] | |


27/11/2014 15:08
Deputado Geraldo Pudim
Deputado Geraldo Pudim


Conforme noticiado pela imprensa o PR formou um bloco com o PRB e PC do B para atuação na ALERJ. O partido também propôs uma chapa de oposição às duas candidaturas apresentadas pelo bloco governista, Jorge Picciani e o atual presidente, P.M. Infelizmente dois partidos que se dizem oposição ao governo atual resolveram não formar chapa e votar em branco. Aliás, essa também é a minha posição, caso não viabilizássemos, como aconteceu, uma chapa contra os candidatos do PMDB.

Infelizmente esse não foi o entendimento da maioria dos 13 deputados que compõem o bloco. Lamentavelmente decidiram apoiar Picciani, presidente, com Geraldo Pudim na 1ª secretaria. É uma decisão inteiramente do bloco. O PR como partido continuará na oposição como fez nesses anos dos governos Cabral - Pezão. A alegação dos parlamentares é que a ocupação de espaços na ALERJ em comissões e cargos na Mesa Diretora é importante até para fortalecer denúncias contra o atual governo. É, vamos ver...

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [0] | |


27/11/2014 12:38
Reproduções de O Dia online e Extra online
Reproduções de O Dia online e Extra online


A verdade é que pelos números atuais a cada 3 dias um policial militar é assassinato. É uma barbárie. Enquanto Pezão e Beltrame não acham urgente as mudanças na Polícia Militar, vão esperar mais um mês, policiais estão morrendo vítimas de bandidos, os números são assustadores. Não basta Pezão vir a público pedir leis mais duras para homicídios contra policiais ou criticar as entidades de defesa dos direitos humanos por não apoiarem policiais mortos em serviço. Até concordo com as críticas, mas Pezão tenta colocar a situação como se fosse um problema em que não pudesse interferir. Quando os policiais militares não têm condições de trabalho (sem coletes ou vencidos, armamento velho ou sem condições de enfrentar o poderio do tráfico) o governador pode mudar esse quadro, assim como melhorar o treinamento, que foi reduzido para formar mais policiais rapidamente. Está tudo errado e o resultado é catastrófico. A falta de policiamento ostensivo faz com que policiais de uma viatura em caso de necessidade de auxílio de colegas tenha que esperar tempo demais pelo reforço, que muitas vezes chega tarde. Essa realidade a imprensa deveria mostrar.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [0] | |


27/11/2014 10:57
Reprodução do blog Extra, Extra!
Reprodução do blog Extra, Extra!


Com a derrubada do veto o projeto entra em vigor, vira lei.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [1] | |


27/11/2014 09:52
Reprodução do Globo (edição de quarta-feira)
Reprodução do Globo (edição de quarta-feira)


Pezão esteve anteontem no Globo. Foi beijar a mão da família Marinho e agradecer o apoio escancarado que recebeu na eleição. E naturalmente tranquilizou os Marinhos avisando que com ele continuam valendo os acertos feitos com Cabral. Ou seja, muitos milhões em publicidade e para a Fundação Roberto Marinho.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [4] | |


27/11/2014 09:01
Reprodução da Folha de S. Paulo
Reprodução da Folha de S. Paulo


Esse é apenas mais um fato que corrobora as expectativas da opinião pública de que essa CPI, como tantas outras, vai acabar em pizza. Além do mais com tantos parlamentares envolvidos quem quer mesmo investigar alguma coisa?

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [2] | |


27/11/2014 08:30
Reprodução do blog Extra, Extra!
Reprodução do blog Extra, Extra!


O PR elegeu a segunda maior bancada da ALERJ, oito deputados. O bloco tem 13 parlamentares, o que aumenta a força e garante mais vagas nas comissões.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [1] | |


26/11/2014 19:08
Reprodução do Globo online
Reprodução do Globo online


Pezão anunciou que os policiais militares das UPPs podem vir a policiar as ruas no entorno das comunidades, mas avisou que mudanças só a partir de janeiro, quando assume o novo comandante da PM. A população que tenha paciência até lá. E o problema não está no entorno das UPPs, mas sim nos bairros adjacentes e nas próprias comunidades. Infelizmente a realidade é que nas ruas próximas às comunidades quem assaltar vai ter que enfrentar o "tribunal do tráfico" como aconteceu recentemente na Mangueira.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [4] | |


26/11/2014 15:49
Vice-prefeito, Adilson Pires; ao lado Paes e Pedro Paulo; abaixo reprodução do Informe do Dia
Vice-prefeito, Adilson Pires; ao lado Paes e Pedro Paulo; abaixo reprodução do Informe do Dia


Logo depois da eleição, o vice-prefeito do Rio, Adilson Pires (PT) anunciou que pretende disputar a sucessão de Paes em 2016. Todo mundo sabe que Paes quer eleger seu pupilo Pedro Paulo. Se ele assumir a área social, Adilson Pires vai dançar, afinal acumula a secretaria de Desenvolvimento Social. O vice petista já andava se queixando que Paes lhe cortou dinheiro para investir em programas sociais no próximo ano. Caso se confirme essa opção por Pedro Paulo, o vice petista vai dançar, e certamente as verbas na área social serão turbinadas para alavancar o candidato de Paes.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [5] | |


26/11/2014 13:21
Reprodução da Folha de S. Paulo
Reprodução da Folha de S. Paulo


Vejam a que ponto chegamos. A PETROBRAS está criando a Diretoria de Governança, Risco e Conformidade para combater a corrupção. O objetivo é evitar novos escândalos, afinal órgãos fiscalizadores já existem: MPF, CGU, Tribunal de Contas da União, além claro, da Polícia Federal. Já pensaram se a moda pega? Uma coisa é certa, essa diretoria não vai ser disputada pelos partidos.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [2] | |


26/11/2014 12:02
Reproduções de O Dia online
Reproduções de O Dia online


Uma viatura da PM atacada na Avenida Brasil, um dia depois de um soldado da UPP da Vila Kenedy ter sido sequestrado, torturado e barbaramente assassinado em Bangu. Na Avenida Francisco Bicalho uma dupla em uma moto assaltava tranquilamente os motoristas presos no engarrafamento da manhã porque sabem que não há policiamento. Deu errado porque ao tentarem roubar um motoqueiro, ele reagiu, é soldado do Batalhão de Choque. Estamos perdidos!

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [6] | |


26/11/2014 10:39
Reprodução da Veja online
Reprodução da Veja online


Cabral mandou a Procuradoria Geral do Estado recorrer da decisão de pagar uma pensão de um salário mínimo, eu disse um salário mínimo, à família do pedreiro Amarildo, torturado e morto por policiais da UPP da Rocinha. Na época das manifestações quando o povo cobrava "Cadê Amarildo?", Cabral disse que o Estado daria todo o apoio. Mentiu e mandou a Procuradoria recorrer. Quando Pezão assumiu foi alertado, mas mandou a ação prosseguir. Agora a 16ª Câmara Cível mandou Pezão pagar a pensão e bancar o tratamento psicológico dos filhos de Amarildo. Essa ação mostra bem o caráter de Cabral e Pezão.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [5] | |


26/11/2014 09:29
Reprodução do Estadão online
Reprodução do Estadão online


O PMDB divulgou nota dizendo que não tem qualquer envolvimento com o Petrolão. Eduardo Cunha "jurou de pés juntos" conforme podem relembrar abaixo, que "o PMDB não tem, não teve e não terá um operador". Eu até ironizei a declaração de Cunha, mas agora me rendo: realmente Eduardo Cunha estava certo, o PMDB não tem um operador, na verdade são vários, conforme a investigação do Petrolão levantou até agora.


Reprodução de O Dia online
Reprodução de O Dia online


 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [2] | |


26/11/2014 08:38
Reprodução do UOL
Reprodução do UOL


Esse é apenas um dos processos que podem resultar na cassação de Pezão, existem outros oito para serem julgados. Vamos aguardar.


Em tempo: Pasmem, mas para as Organizações Globo não está acontecendo o julgamento. Não deram uma linha.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [9] | |


25/11/2014 14:50
Reprodução do Radar online
Reprodução do Radar online


Os peemedebistas podem até ter acertado as indicações, mesmo sem saber os ministérios que lhe serão destinados, porém como disse no título, tudo depende da Presidente Dilma.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [1] | |


25/11/2014 12:33
Reproduções de O Dia online
Reproduções de O Dia online


Pezão está descansando depois da eleição. Beltrame não fala nada há muito tempo, aceitou continuar no cargo, mas pelo jeito deve estar de férias também. O novo comandante da PM só assume em janeiro, até lá tem um interino, que obviamente não tem autoridade para mudar nada. A situação é angustiante, a violência só aumenta, e pelo jeito vamos ter que esperar janeiro para Pezão e Beltrame voltarem a pensar na segurança pública.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [4] | |


25/11/2014 10:47
Reprodução do Brasil 247
Reprodução do Brasil 247


Uma pesquisa pode aprofundar as respostas, mas é claro que entre a parcela do eleitorado que rejeita o PT, uma parte até já votou no partido em algum momento, quando os petistas não estavam no poder e pregavam a ética. O PT de hoje sofre o desgaste do Mensalão, do Petrolão e de ter se juntado a Sarney, Renan Calheiros e companhia, que os petistas diziam - na época em que estavam na oposição - que eram os adversários a serem derrotados. Esses são os principais motivos de rejeição ao PT.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [12] | |


25/11/2014 09:38
Reprodução do Informe do Dia
Reprodução do Informe do Dia


O presidente da ALERJ além desse problema na prestação de contas eleitoral tem um "pepino" muito maior, que é o pedido de cassação por compra de votos (vide duas postagens abaixo). Nesse caso das contas para ser cassado é preciso que sejam reprovadas pelo TRE, e posteriormente pelo TSE.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [2] | |


25/11/2014 09:02
Manchete da Folha de S. Paulo
Manchete da Folha de S. Paulo


O PMDB tem hoje cinco ministérios (Minas e Energia, Previdência, Agricultura, Turismo e Aviação Civil). Mas não está satisfeito, quer ministérios com orçamentos mais robustos. Na lista de preferências do PMDB estão os ministérios da Saúde e das Cidades, que cuida do Minha Casa, Minha Vida. O PMDB também quer manter Minas e Energia, mas tudo indica que vai perder, fala-se na atual ministra Miriam Belchior, que vai deixar o Planejamento. E tem o caso da senadora Katia Abreu, que vai tudo indica que vai ser a ministra da Agricultura. Ela é do PMDB, mas o partido diz que ela não é da cota do partido, e sim escolha pessoal de Dilma.

Dilma ficou de conversar com o vice Michel Temer no início de dezembro para tratar dos ministérios do PMDB. Vai ser um "cabo de guerra" entre o PMDB e Dilma. Claro, que dois fatores entram nessa história: o Petrolão e a eleição da presidência da Câmara.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [2] | |


24/11/2014 17:09
Reprodução de O Dia online
Reprodução de O Dia online


Fiscais do TRE flagraram no dia da eleição eleitores recebendo nota de R$ 50 de cabos eleitorais do presidente da ALERJ, P.M., além de terem apreendido lista com nome de pessoas que receberiam dinheiro para votar nele. Vamos aguardar o TRE.

 |   Compartilhar no Twitter  |    Comente [8] | |


PrimeiroAnterior1 2 3 4 5 6 7 8 ProximoUltimo

Facebook

Twitter

Câmara Federal

Vídeos

Destaques
Busca
Histórico
Links
Todos os Direitos Reservado
Fotos Anthony Garotinho