Visitantes online: 916
logo topo

quarta-feira, 28 de junho de 2017

20/06/2017

07:59

Hoje é dia de decisão para Aécio Neves

Reprodução do Diário do Poder
Reprodução do Diário do Poder

As atenções do mundo político estarão voltadas hoje para o julgamento na Primeira Turma do STF. São três os cenários que podem surgir.

1º O afastamento de Aécio do Senado é mantido, mas sua prisão negada.

2º É autorizado o pedido de prisão. Nesse caso o Senado precisa decidir em 24 horas se aprova ou não a prisão. É bom lembrar que quando o então senador Delcídio Amaral foi preso, o plenário aprovou a decisão por 59 votos a 13.

3º É negado o pedido de prisão e revogado o afastamento de Aécio do Senado. Essa é a hipótese dos sonhos de Aécio, mas a mais improvável.

De qualquer forma a decisão que for tomada hoje influenciará o Conselho de Ética do Senado, que começa hoje a analisar o pedido de cassação protocolado pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP).

Os integrantes da Primeira Turma são: Marco Aurélio Mello (presidente), Alexandre de Moraes (que, pelo que se comenta, tendem a votar contra o pedido de prisão), Rosa Weber e Luís Roberto Barrroso (propensos a votar pela prisão), além de Luiz Fux, que pode dar o voto decisivo.

19/06/2017

18:28

Vai ser difícil convencer a opinião pública

Reprodução da Folha de S.Paulo
Reprodução da Folha de S.Paulo

Eu sei que em vários países existe o financiamento público das campanhas eleitorais, uma forma de não depender das doações privadas que, muitas vezes, resultam em grandes negociatas. Mas uma coisa é o financiamento público em países com excelente padrão de atendimento à população e outra bem diferente a situação do Brasil. A opinião pública não vai engolir R$ 3 bilhões de dinheiro público para as campanhas eleitorais, além dos cerca de R$ 800 milhões do Fundo Partidário, além da renúncia fiscal para emissoras de rádio e televisão que transmitem a propaganda eleitoral, que em 2014 foi de quase R$ 800 milhões. Isso se os parlamentares não aumentarem o valor do financiamento público das campanhas. Tem um bloco na Câmara que defende R$ 6 bilhões, o dobro do projeto do deputado Vicente Cândido (PT-SP).

19/06/2017

17:20

O timing do PSDB

Senador Tasso Jereissati
Senador Tasso Jereissati

O presidente interino do PSDB, senador Tasso Jereissati marcou para quarta-feira nova reunião da executiva nacional do partido para discutir se continua ou desembarca do governo Temer. Na verdade os tucanos querem aguardar a decisão do STF sobre o pedido de prisão de Aécio Neves que será julgado amanhã pela Primeira Turma. Caso a prisão seja decretada é muito provável que os tucanos abandonem Temer, afinal só não fizeram ainda, porque o principal motivo é proteger Aécio da cassação. Se for preso aí o cenário muda. Caso o STF negue o pedido de prisão da PGR, o mais provável é que o PSDB marque nova reunião para o dia 27, na próxima semana, um dia depois de Rodrigo Janot formalizar a denúncia contra Temer.

19/06/2017

16:05

O PAC de Temer

Reprodução do Globo
Reprodução do Globo

Esse é um filme antigo e repetido. Teve o PAC 1 (Programa de Aceleração do Crescimento) com Lula, depois vieram o PAC 2 e o PAC 3 na era Dilma. Agora vem o que seria o PAC 4 só que mudou o nome para programa Avançar. As três primeiras versões não cumpriram nem metade das promessas, mas serviram para aumentar o endividamento do Rio. É o que vai acontecer mais uma vez, e, convenhamos, alguém tem dúvidas de que os prometidos R$ 2 bilhões até 2018 servirão para mais um assalto aos cofres estaduais?

19/06/2017

14:44

Sérgio Cabral joga nas onze

Reprodução da Folha de S.Paulo
Reprodução da Folha de S.Paulo

Sérgio Cabral já está condenado a 14 anos e 2 meses de prisão por Sérgio Moro. É réu em mais 9 processos que correm na 7ª Vara Federal do Rio de Janeiro, com o juiz Marcelo Bretas, e essa nova denúncia do MPF sobre as joias compradas na H.Stern deve virar seu décimo-primeiro processo. Mas ainda faltam dois processos, no mínimo. Um sobre a propina das empresas que fornecem alimentação para escolas, presídios e hospitais, além de outro sobre o esquema do Rei Arthur. E se as investigações forem mais fundo outros processos virão. Não é à toa que Cabral disse a um visitante ilustre que foi vê-lo quando estava em Bangu: "È, acho que exagerei".

19/06/2017

13:37

Rodrigo Maia continua fazendo jogo duplo

Reprodução do Globo
Reprodução do Globo

Dos 23 pedidos de impeachment de Temer recebidos pela Câmara, o presidente da Casa, Rodrigo Maia só arquivou um. Vinte e dois estão na gaveta. No Palácio do Planalto tem gente achando que Maia é amigo, mas nem tanto. Defendem que ele arquive todos os pedidos. Já a oposição reclama que o presidente da Câmara está protegendo Temer ao não dar andamento a nenhum dos pedidos de impeachment.

A verdade é uma só. Rodrigo Maia usa os pedidos de impeachment como carta na manga. Se a situação de Temer chegar a um ponto que não tem mais volta, ele aceita um dos pedidos para ficar bem com a opinião pública. Mas até que isso aconteça vai manter os pedidos na gaveta, o que também representa uma boa moeda de troca nas negociações com o Palácio do Planalto.

19/06/2017

12:00

Encontro Marcado - 19 de junho de 2017

19/06/2017

09:25

Fala Garotinho - 19 de junho de 2017

19/06/2017

08:00

Os pesadelos de Michel Temer

Reprodução da Veja online
Reprodução da Veja online

O presidente Michel Temer passa a semana na Rússia e na Noruega numa agenda fraca, que pouco vai trazer de produtivo para o Brasil. Trata-se apenas de uma tentativa de mostrar que está tudo bem, que o governo segue trabalhando, quando todo mundo sabe que está tudo ruim e que o governo está parado, dedicando-se a negociar votos na Câmara para tentar salvar Temer da denúncia da Procuradoria Geral da República, que Rodrigo Janot entregará no próximo dia 26. Mas esse não é o único pesadelo presidencial. A delação de Lúcio Funaro e as possíveis delações de Eduardo Cunha e Rodrigo Rocha Loures também tiram o sono de Temer. Qualquer um dos três tem munição para tirar o presidente do Planalto e entregá-lo de bandeja à Justiça da Primeira Instância. E assim segue o Brasil e sua "ponte para o futuro".


18/06/2017

13:32

Os móveis do gabinete de Michel Temer

Reprodução da Folha de S.Paulo
Reprodução da Folha de S.Paulo

Aqui para nós, para que estão reformando os móveis modernistas usados por Juscelino Kubitschek no Palácio do Planalto? É um trabalho até válido pela preservação, mas para Temer dar ares de modernidade ao gabinete do 3º andar é que não é. Não tem nada mais velho do que a forma de Michel Temer governar. E, convenhamos, não vai ocupar o local por muito mais tempo. Se forem colocados no gabinete presidencial será para uso do próximo presidente.

18/06/2017

11:35

Pensando bem, Aécio Neves é muito parecido com Eduardo Cunha

Eduardo Cunha e Aécio Neves na época em que tramavam juntos o impeachment de Dilma
Eduardo Cunha e Aécio Neves na época em que tramavam juntos o impeachment de Dilma

Lendo as principais colunas políticas do país tomamos conhecimento do modus operandi do senador afastado Aécio Neves neste tempos de tormenta onde corre o risco de ir preso.

1º Aécio tem mandado recados ao Palácio do Planalto de que se for preso o PSDB abandonará o governo e Temer.

2º Aécio tem mandado recados a colegas tucanos, dizendo que sabe tudo o que o PSDB fez nos últimos 20 anos, e que se cair vai levar gente com ele.

Bem, a esta altura Aécio não pode falar pelo PSDB, isso é ponto pacífico. Também é ilusão achar que o Palácio do Planalto tem o poder de interferir no julgamento da Primeira Turma do STF, que analisa terça-feira o pedido de prisão do senador afastado. Mas tirando esse blefe, alguma diferença da postura de Aécio com a de Eduardo Cunha e seus recados ao Palácio do Planalto e aos antigos aliados?

No desespero, agem exatamente da mesma maneira, com ameaças veladas. Aécio e Cunha nunca ficaram tão parecidos.

18/06/2017

10:01

Temer e a maior quadrilha do Brasil

Capa da Época
Capa da Época

A entrevista exclusiva de Joesley Batista à Época é bombástica, não porque contenha alguma surpresa, mas por fazer afirmações que corroboram com aquilo que quem acompanha a política sabe. Diz que o PT "institucionalizou a corrupção" e que o PMDB é a maior quadrilha do país: "Essa é a maior e mais perigosa organização criminosa desse país". Joesley vai mais longe afirmando que Michel Temer é o chefe da maior organização criminosa: "O Temer é o chefe da organização criminosa da Câmara. Temer, Eduardo (Cunha), Geddel (Vieira Lima), Henrique (Eduardo Alves), (Eliseu) Padilha e Moreira (Franco). É o grupo deles. Quem não está preso está hoje no Planalto". A preocupação de Joesley com a "quadrilha" é admitida: "Essa turma é muito perigosa. Não pode brigar com eles. Nunca tive coragem de brigar com eles. Por outro lado se você baixar a guarda, eles não têm limites. Meu convívio com eles sempre foi mantendo à meia distância: nem deixando eles se aproximarem demais nem deixando eles longe demais para não armarem alguma coisa contra mim".

Joesley traça um perfil do que é o grupo do PMDB que assumiu o poder e comanda o país, ou melhor, no momento afunda o Brasil. Todo mundo sempre soube que o PMDB, não todo, é claro, mas boa parte do seus dirigentes, aqueles que mandam de verdade, vive de chantagens a empresários, de negociatas, de propinas. Não dá mais para ver essa turma à frente dos destinos da nação. Fora Temer!

17/06/2017

14:09

A conversa constrangedora de Rafael Diniz e seus amigos

Recebi de um jovem muito humilde a gravação que ele fez no seu telefone de uma conversa onde participaram o prefeito de Campos, Rafael Diniz e alguns amigos e assessores. As horas de gravação que eu ouvi são assustadoras, comprometedoras e revelam situações constrangedoras para os citados nas conversas regadas a muita bebida.

Assim como ocorreu nos vídeos e fotos que revelei de Cabral em Paris, me comprometi a nunca revelar a fonte e nem mesmo divulgar todas as fotos, a não ser que tivessem algum interesse jornalístico ou policial. E é o que farei agora. Até porquê, pelo nível da conversa e o estado etílico de alguns, falam de coisas pessoais, que podem não ser verdadeiras, que gerariam até conflitos em relacionamentos, como traições entre casais, acusam membros do Judiciário de coisas que certamente podem ser somente uma bravata. Mas a conversa demonstra sobretudo um grupo desorientado, sem liderança, um prefeito despreparado e sem a menor noção das responsabilidades que estão sobre seus ombros.

Minha trajetória jornalística de já ter investigado e provado com documentos diversos atos de corrupção que levaram muitas autoridades à cadeia, como as duas mais recentes, envolvendo Sérgio Cabral e a CBF, me fazem sentir a certeza que Campos está em mãos de pessoas no mínimo desqualificadas.

Para que você possa entender melhor os trechos que vou reproduzir, a conversa se dá com seis pessoas, todas do sexo masculino, num ambiente fechado de uma casa onde todos bebem muito e conversam sobre política, a vida pessoal de dezenas de pessoas da cidade, o Judiciário de Campos, incluindo aí autoridades do Ministério Público e da polícia, e amenidades, como por exemplo um dos participantes que adora contar piadas.

Como jornalista tenho obrigação de trazer à luz apenas o que é de interesse público. Além disso, empenhei minha palavra que a prova seria destruída imediatamente, como foi, e o nome da pessoa preservado, como a lei me garante do “sigilo da fonte”.

Tudo o que estiver com A maiúsculo se refere a um dos amigos do prefeito que esteve no evento. Tudo que estiver com R maiúsculo são palavras do próprio prefeito. Alguém poderia perguntar por que não coloco trechos do áudio. Teria que haver edição e como a pessoa que me entregou a gravação também participa e logo seria identificada e perseguida. Quero deixar claro que os trechos divulgados são mínimos, e excluem todas as citações que envolvam casos pessoais ou possam se apenas uma especulação.


A: Você não acha que esse corte de todos os programas sociais de uma vez vai dar merda?

R: Vai nada. Eles deram cheque cidadão 8 anos. 200 todo o mês. Peguei a turma que sabe comprar votos e gastei na última semana. Saiu mais barato. (risos) Pobre se vende à toa. Se cheque desse voto, Chicão ganharia no 1º turno. Com a mídia na mão a gente segura esse pessoal mais pobre.

A: Sei lá, acho que o que vai dar mais falatório é o restaurante. Tem gente até que não come lá que tá falando mal do governo.

R: Deixa de besteira. Você acha que alguém que come lá votou na gente? Aí, porra, nosso pessoal frequenta a Pelinca. Estão até comemorando o fechamento daquela merda. Quer comer? Vai ali perto do Jardim S. Benedito que tem umas freiras que dão comida de graça.

A: Rafael, acho que você devia fazer alguma coisa pelos funcionários públicos. O pessoal está metendo o pau, principalmente uma turma da saúde e a guarda.

R: Vovô sempre dizia que funcionário pode até atrapalhar a eleição, mas não elege ninguém. Olha só, sai muito mais barato eu ter o pessoal do sindicato, do SEPE na mão, na gaveta, que sair distribuindo aumento com um pessoal que não gosta de trabalhar.

A: Mas pelo menos você devia manter aquela situação do pessoal da Guarda Municipal.

R: Já ouviu aquele ditado, quem come e guarda, come duas vezes (risos).

A: Cara, se tivesse uma eleição hoje, você perderia até pro Pudim. Estamos mal. Quem está crescendo aí é o Caio. Vi uma pesquisa que você tá com mais de 80% de reprovação.

R: Meu irmão, tô doido pra acabar essa porra logo. Não aguento mais todo o dia pobre na minha porta pedindo emprego; reclamação que não tem remédio; pedindo casinha, sacolão, tijolo. Quer saber?Não tô conseguindo nem f.... direito. Pô, ninguém merece isso. Tô de saco cheio. Vereador pedindo emprego toda a hora. E os caras são uns babacas, querendo botar parente, são uns merdas.

A: Cara, calma, daqui a pouco você vai estar arrumando briga com todo mundo. Não pode ser assim.

R: Calma porque não é você, porra. Ter que aguentar Loureiro querendo fazer negócio o tempo inteiro, Diva e Barbosa Lemos querendo dinheiro, empreiteiro cobrando dívida na minha porta toda a hora. Não vejo a hora de terminar essa merda e ir morar na Europa.

A: Aí, relaxa, cara. Ainda tem mais 3 anos pela frente. Se você ficar assim, vai acabar adoecendo.

R: Relaxar como? Aquele maluco do Garotinho fazendo denúncia a toda a hora. Parece que o cara não trabalha, fica vigiando o governo. O cara parece polícia. Meteu todo mundo do Cabral na cadeia. Vai querer meter a gente. Eu tô controlando com Zé o pessoal do judiciário, mas já está dando briga entre eles. Uma hora vai dar merda.

A: Acho que o que vai dar merda é esse negócio a passagem social.

R: Vai nada, quem votou em mim anda de carro. Os empresários estão fechados com a gente.

A: Mas tem muita gente reclamando.

R: É a mesma coisa que te falei do cheque cidadão, não dá voto. Se desse, o candidato deles tinha vencido. Dói na hora, depois o povo esquece.

A: Cara, acho que você deveria mudar uns secretários. Vou falar contigo com toda a sinceridade. Tem um pessoal muito fraco na nossa equipe.

R: Cezinha, se eu não for cassado por aquele maluco do Eron, vou fazer o que te falei pra ter uma reserva aí. Também se me tirar, vou sumir. Não aguento mais ver gente me pedindo coisa.


É lamentável, mas é verdade. Os diálogos acima mostram que ao invés de administradores, Campos está na mão de atores que interpretam papéis de mocinhos, quando na realidade são bandidos.

17/06/2017

11:44

Idas de Pezão a Brasília só servem para gastar

Pezão solitário no plenário do Senado
Pezão solitário no plenário do Senado

Pezão já foi 19 vezes a Brasília este ano. Foram 19 viagens de jatinho porque Pezão se recusa a andar em avião comercial com medo de protestos dos passageiros. Um gasto astronômico que não resultou em nada. Nem a bancada federal do Rio prestigia Pezão no Congresso. Está sempre isolado no plenário, não tem força política para resolver nada. Seria mais econômico se ficasse no Rio e, pelo menos, acompanhasse o que acontece no seu desgoverno.

17/06/2017

10:14

Mais um constrangimento para Michel Temer

Quando estourou o caso do pacote que o ministro Eliseu Padilha pediu a José Yunes, ex-assessor especial de Michel Temer, para receber de um emissário, e que depois foi apanhado pelo doleiro Lúcio Funaro, a Procuradoria Geral da República pediu abertura de inquérito, que hoje corre no STF. Michel Temer para não demitir Padilha veio com a história de que ministro que fosse denunciado pela PGR seria afastado temporariamente do cargo, e em caso de virar réu seria demitido.

Pois agora é o próprio Temer que está na berlinda. Na próxima semana, Rodrigo Janot deverá denunciar Temer ao Supremo Tribunal Federal. Pela lógica da "ética" de Temer, ele deveria se afastar do cargo temporariamente. Mas é claro que não terá essa grandeza. Vai dizer que isso só vale para ministros ou inventar mais uma lorota.

16/06/2017

16:35

A hora de Ricardo Teixeira também está chegando

Reprodução de O Dia
Reprodução de O Dia

Esse é outro que eu denunciei diversas vezes aqui no blog e na tribuna da Câmara dos Deputados. Tentei de todas as formas criar a CPI da CBF, mas o lobby foi mais forte. Agora Ricardo Teixeira está na mira do FBI e do Ministério Público da Espanha. Esse é outro que não vai demorar a ser preso.

PrimeiroAnterior1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 ProximoUltimo