Visitantes online: 1378
logo topo

quarta-feira, 26 de abril de 2017

14/04/2017

08:54

Fala Garotinho - 14 de abril de 2017

14/04/2017

07:53

Jorge Picciani recebeu propina da Odebrecht em euros

Reprodução do Globo online
Reprodução do Globo online

Começa a ser desvendado o milagres da vacas premiadas do presidente da ALERJ, Jorge Picciani. Além do esquema delatado pelo ex-presidente do TCE, que revelou que Picciani comandava a distribuição de propinas da caixinha da Fetranspor para os conselheiros do tribunal, agora surgem as propinas da Odebrecht. Segundo Benedicto Júnior, executivo da empreiteira, Picciani recebeu três depósitos de 700 mil euros, depositados no banco BVA, o que dá em torno de R$ 6,5 milhões. Além disso foram pagos mais R$ 400 mil em que o presidente da ALERJ usou o coordenador dos doleiros de Sérgio Cabral, Álvaro Novis. A vaca de Picciani, definitivamente, está indo para o brejo.

13/04/2017

17:32

Mesadas, propinas e caixa 2 renderam R$ 120 milhões a Cabral e Pezão

Reprodução do Globo online
Reprodução do Globo online

A cada dia a população do Rio de Janeiro fica mais estarrecida e indignada com o tamanho da roubalheira praticada por Cabral, Pezão e a quadrilha do PMDB. A conta da corrupção sobe a cada dia, a cada nova revelação. E podem apostar que no final, quando todos os esquemas forem desbaratados vai se chegar à soma que venho repetindo de US$ 3 bilhões. Ainda falta muita gente para fazer companhia a Cabral e aos integrantes da quadrilha que já estão presos. Aliás, aguardem porque em breve vou mostrar aqui o organograma da quadrilha de Sérgio Cabral.

13/04/2017

13:26

A tríplice aliança pela sobrevivência

Reprodução da Folha de S.Paulo
Reprodução da Folha de S.Paulo

Na história moderna a "Tríplice Aliança" foi um acordo entre os impérios alemão, austro-húngaro e o reino do Itália, no final do século XIX para enfrentar a ameaça de invasão da França. Neste caso o pacto Temer - Lula - FHC, que vem sendo articulado, é uma aliança para enfrentar os efeitos da Lava Jato.

Interlocutores dos três maiores partidos, PMDB, PT e PSDB, consideram que existe um projeto de poder que pretende substituir os políticos por integrantes da força-tarefa da Lava Jato e representantes do MPF. Além disso, temem que em 2018 o desgaste dos partidos e das principais lideranças leve à eleição de um "outsider" ou "aventureiro". A verdade é que está em jogo a sobrevivência dos três partidos, os mais atingidos pela Lava Jato. O que pode sair dessa "tríplice aliança", isso só o tempo dirá. Mas a disposição de Temer, Lula e FHC em fecharem esse acordo mostra bem o tamanho do desespero.

13/04/2017

11:54

Encontro Marcado com Garotinho (Quinta - 13/04)

13/04/2017

10:18

Nota de falecimento

Rosinha com o primo, Fábio Pestana de Brito
Rosinha com o primo, Fábio Pestana de Brito

Como vocês devem ter acompanhado nos noticiários, ontem caiu um helicóptero na praia de Itacoatiara, matando o piloto Fábio Pestana de Barros, tenente do Corpo de Bombeiros, primo da Rosinha.

Nossa família lamenta profundamente a morte de uma pessoa tão querida por todos nós. Fabinho era mais do que um primo de Rosinha. Era um irmão de consideração. Profissional que gostava de viver nas alturas, temos certeza que ele está, neste momento, na altura com o Senhor.

Agradecemos também a todos que se solidarizaram neste momento tão difícil.

13/04/2017

08:34

Fala Garotinho - 13 de abril de 2017




12/04/2017

20:08

Garotinho fala a verdade sobre a Odebrecht

12/04/2017

18:42

Delação da Odebrecht: O legado olímpico foi parar no bolso de Eduardo Paes

Reprodução da Veja online
Reprodução da Veja online

Para a Odebrecht participar das obras olímpicas, Paes teria pedido propina de R$ 16 milhões. Segundo delação, o ex-prefeito do Rio teria recebido R$ 11 milhões no Brasil e mais R$ 5 milhões em conta na Suíça. Agora a gente entende porque Paes falava tanto em "legado olímpico". Com os bilhões que vieram para o Rio por conta da Copa e da Olimpíada era para a cidade ter melhorado muito, mas com a quadrilha do PMDB tomando conta de tudo não podia mesmo terminar bem. Perdemos a maior oportunidade da história para transformar a Cidade Maravilhosa.

12/04/2017

17:53

Delação da Odebrecht: Pezão recebia propina em mãos

Reprodução do Extra online
Reprodução do Extra online

Todo mundo sabe que Pezão tem pés grandes, daí vem o apelido. Mas segundo a delação da Odebrecht também tem "mãozão", ou, como eu já o chamei aqui no blog, é o Mão Grande. Recebia parte da propina em dinheiro vivo entregue em mãos. Outra parte foi depositada em contas no exterior. Segundo a Operação O Quinto do Ouro também teria usado R$ 900 mil de propinas de empresas que fornecem alimentação para os presídios em despesas pessoais. E vem de conversa fiada dizendo, como no depoimento à Justiça Federal, que nunca ouviu Cabral falar em propinas. Sempre disse que ele participou do esquema de Cabral. Agora isso está mais do que claro.

12/04/2017

15:41

As imagens que deram início à derrocada de Sérgio Cabral

Reproduções da Folha de S.Paulo, Estadão e R7
Reproduções da Folha de S.Paulo, Estadão e R7

O divisor de água na vida de Cabral, não tenham dúvida, foi a divulgação aqui no nosso blog, em 2008, das imagens e vídeos das farras dele, Adriana Ancelmo e a Gangue dos Guardanapos em Paris e Mônaco. Até ali a blindagem da mídia protegeu Cabral e sua quadrilha. Essas imagens porém, não havia como serem escondidas, até porque se espalharam pelo internet. Foi quando muita gente caiu na real e começou a ver quem era Sérgio Cabral e o que estava fazendo com o dinheiro público, junto como empreiteiro Fernando Cavendish. Claro que isso não derrubou Cabral, mas foi o início da derrocada, que ainda demoraria oito anos. Ontem, com a prisão de Sérgio Côrtes, um dos ilustres integrantes da Gangue dos Guardanapos o material divulgado por nós em primeira mão voltou a ilustrar as matérias da televisão, jornal e internet. Pena que alguns veículos não deram o devido crédito ao blog.

12/04/2017

14:47

O médico da quadrilha de Cabral

Reprodução do Radar online, da Veja
Reprodução do Radar online, da Veja

Boa essa do prefeito Marcelo Crivella. Se Cabral voltar a tomar excesso de remédios ou brigar com os colegas de cela já poderá contar com atendimento médico vip. Bem, isso se não brigar também com Sérgio Côrtes.

Vale a pena verem a sátira de Maurício Ricardo, do charges.com, sobre a prisão domiciliar de Adriana Ancelmo.

Clique aqui e assista.

12/04/2017

13:28

Servidores estaduais vão protestar na porta do Tribunal de Contas

O protesto dos servidores estaduais ganhou amplitude com a revelação do esquema de corrupção na saúde, comandado por Sérgio Côrtes, preso ontem. O funcionalismo vai protestar contra a roubalheira e pressionar o TCE a reprovar as contas de Pezão relativas a 2016. É bom lembrar que como seis dos sete conselheiros estão suspensos por seis meses, o julgamento deverá ser feito pelos auditores técnicos. Aliás, no início do ano um relatório do corpo técnico do tribunal apontou desvios de R$ 600 milhões na área de saúde estadual.

E para completar mais uma semana está terminando, amanhã é ponto facultativo no Estado e nada de calendário de fevereiro.


12/04/2017

11:54

Encontro Marcado com Garotinho (Quarta - 12/04)

12/04/2017

10:36

A delação do fim do mundo

Manchetes de hoje dos jornais do Rio
Manchetes de hoje dos jornais do Rio

É importante deixar claro mais uma vez que não se pode misturar todos os citados na delação da Odebrecht. Há casos em que, segundo os delatores, teria havido doação de recursos para campanhas eleitorais que não foram contabilizados, e outros, esses sim em situação complicada, que teriam cobrado propinas e mesadas por obras, para fraudar licitações ou vendido votos em medidas provisórias e projetos que tramitaram no Congresso, inclusive vários teriam recebido dinheiro em contas no exterior.

Segundo uma notícia que já foi publicada anteriormente, num vazamento da delação do ex-executivo da Odebrecht Leandro Azevedo, ele teria ajudado com recursos não contabilizados em três campanhas, duas de Rosinha (2008 e 2012) e uma minha para governador. Não apresentou nenhuma prova, até porque não tem.

Não fui acusado por nenhum dos 77 delatores de recebimento de mesadas, propinas ou corrupção. Quero frisar bem, porque para os que estão envolvidos na safadeza dizer nessa hora que todos são iguais é bom.

Nos meus mais de 30 anos de vida pública nunca tive e nem tenho conta no exterior, e desafio quem mostre o contrário. O meu patrimônio é o mesmo de uma década atrás. Portanto não temo nenhuma investigação, se ela acontecer, já que diferente de outros acusados, no meu caso e de Rosinha, o ministro Edson Fachi enviou as citações para a primeira instância para que seja avaliada a possibilidade de instauração de inquérito. Por enquanto não há nada. A verdade é essa.

Aliás, me orgulha muito a declaração dos lobistas da Odebrecht de Brasília, pois vários deputados são acusados de venderem seus votos em projetos de lei e medidas provisórias, exatamente no período em que fui líder de um partido na Câmara, e estava na lista dos 50 deputados mais influentes da Casa. Ao contrário, denunciei a venda de votos parlamentares no projeto que ficou conhecido como MP dos Porcos, que tratava da reestruturação do sistema portuário brasileiro.

A verdade precisa ser dita. Para quem fingia ser honesto, independente do cargo que ocupava, a casa caiu.

12/04/2017

08:54

Fala Garotinho - 12 de abril de 2017


PrimeiroAnterior1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 ProximoUltimo