A inuaguração do busto de Brizola
A inauguração do busto de Brizola



Assisti nesta segunda-feira, no RJ – TV uma cena que me deixou perplexo. O governador Sérgio Cabral ao lado do ministro Carlos Lupi (presidente do PDT), do prefeito Eduardo Paes, do secretário de Transportes, Julio Lopes e de diretores do Metrô, inaugurando um busto de Leonel Brizola, na nova estação Cidade Nova. Chega a ser uma ofensa à memória do grande líder trabalhista que governou duas vezes o nosso estado.

Tenho consciência, que alguns pedetistas vão me criticar e dizer que eu traí Brizola, quando saí do PDT, e por isso, não vão considerar o que vou dizer aqui no blog. Mas é uma pena.

O meu respeito por Brizola se expressa até hoje, nos meus ideais, na defesa das suas bandeiras, nacionalista, trabalhista e popular, ao contrário de alguns que nunca deixaram o PDT, mas traem esses princípios e colocam o partido a serviço de interesses contrários ao nosso povo. Sim, eu briguei politicamente com Brizola e saí do PDT. Mas nunca ninguém me viu, mesmo depois disso, ofender a memória de Brizola, acusá-lo de alguma coisa, ou usar de algum golpe baixo contra ele.

Tivemos divergências políticas sim, mas hoje, eu reconheço que também houve muita intriga. Havia pessoas interessadas em criar litígio entre nós. Mas tanto não fui desleal com Brizola, que não há um brizolista que tenha sido próximo dele, que não saiba que no final de sua vida, nos reconciliamos. Brizola sabia que eu não nunca me afastei um centímetro, da defesa do povo brasileiro, dos interesses nacionais, nem fiz concessões ou acordos com aqueles, que sempre chamou de “inimigos do nosso povo”.

Faço essas considerações importantes para voltar ao busto de Brizola inaugurado por Cabral, na estação do Metrô. Muitos não sabem, mas Rosinha começou a construir o Memorial Leonel Brizola, ao lado do Sambódromo, mas não houve tempo de concluir a obra. Todos sabem que Sérgio Cabral nunca gostou de Brizola. Quando se candidatou à prefeitura do Rio chegou a declarar: “Quero ser o Marcello Alencar sem o Brizola para atrapalhar”. Assim que assumiu o governo do Estado, Cabral mandou demolir o memorial e deu o terreno para o Metrô, que tem como advogada de defesa Adriana Ancelmo Cabral, sua mulher.

Agora, a título de compensação, o Metrô instalou um busto de Brizola, na entrada da estação Cidade Nova e chamaram Cabral para inaugurar. Que grande homenagem! Aliás, o prefeito Eduardo Paes anunciou também que vai homenagear Brizola. Pasmem! Disse que vai dar o nome de Brizola ao shopping popular que vai construir no lugar do camelódromo da Central do Brasil. O homem que persegue ambulantes, camelôs, motoristas de vans, vendedores de churrasquinho, moradores de favelas, enfim, o povo humilde quer prestar uma homenagem a Brizola! Se não soubesse que Paes é totalmente sem noção acharia que era até provocação.

Com todo o respeito, Brizola merecia muito mais do que isso! Aliás, antes que me esqueça: Cabral e Paes vão construir no morro Dona Marta, um memorial para Michael Jackson!


Clique no link abaixo e veja na íntegra a matéria da demolição do Memorial Leonel Brizola e a mentira de Cabral e Régis Fichtner, que disseram que estavam procurando um novo terreno. Um ano e meio depois, o memorial virou um busto na estação do Metrô.

http://www.blogdogarotinho.com.br/lartigo.aspx?id=5352