Rosinha no dia da posse como prefeita
Rosinha no dia da posse como prefeita


A população de Campos, indignada com a covardia da decisão do TRE de cassar a prefeita Rosinha e me tornar inelegível prepara para quarta-feira, às 17h, na Beira-Rio, esquina com rua Saturnino Braga, um ato público intitulado: “Em defesa de Campos e contra a covardia feita contra Rosinha e Garotinho”.

A população que durante 12 anos conviveu com governos corruptos, liderados por Arnaldo Viana e Alexandre Mocaiber viu na decisão do TRE um golpe na moralização que a prefeita de Campos, Rosinha Garotinho está dando na administração do município. Rosinha transformou a cidade num canteiro de obras, implantou programas sociais, atitudes inovadoras na saúde, como por exemplo, a vacinação gratuita contra a meningite para todas as crianças até 1 ano e também no transporte, com a passagem social a R$ 1 para todos os moradores.

Pesquisa que acaba de ser feita pelo Instituto Precisão mostra que 80% da população não quer uma nova eleição em Campos. E 74% aprovam a administração da prefeita Rosinha. A história de luta e a tradição dos campistas não vai se deixar abater por um golpe da caneta, dado por interesses inconfessáveis e impublicáveis.

O povo vai reagir. Ninguém admite, nem mesmo os adversários, que, por causa de uma entrevista de rádio, uma prefeita eleita seja afastada do cargo e alguém se torne inelegível. Está claro para os juristas que já leram o processo, que a decisão trata-se de uma vergonha para a justiça do Rio de Janeiro.

Comentários