Um dos celulares apreendidos pelo MP e que era usado pela quadrilha para passar o gabarito da prova
Um dos celulares apreendidos pelo MP e que era usado pela quadrilha para passar o gabarito da prova


O concurso público da prefeitura de Campos, com mais de 60 mil inscritos, que estava sendo realizado durante o dia de ontem foi anulado. Há sete dias uma quadrilha especializada em fraudar concursos vinha sendo monitorada pelo Ministério Público, a partir de denúncia feita pela prefeitura. Ontem, os policiais do GAP, sob o comando do promotor Evanes Soares Júnior prendeu oito integrantes da quadrilha. São eles: Alessandro Canuto da Conceição, Gabriel Peçanha Portugal, Jayanna Fuestes da Silva Melo, Fábio Paes Pasco, Gabriel Azeredo, Hygor Oliveira do Couto, Sérgio Marques de Souza Silva e Lindomar Oliveira Cruz. Todos foram levados para a 134ª DP (Campos).

O Ministério Público suspeita que eles já tenham fraudado vários concursos no estado. A quadrilha foi presa quando atuava na faculdade UNIVERSO, um dos locais da prova, onde montou o seu QG e tinha em seu poder dezenas de celulares.

Por determinação da prefeita Rosinha Garotinho, devido a problemas operacionais e principalmente pelo vazamento e venda do gabarito de resultados, a prova foi anulada para garantir a transparência do concurso e as provas serão remarcadas nos próximos dias. É bom frisar que os inscritos não terão que pagar nova taxa.

Comentários