Reprodução da Folha de S.Paulo
Reprodução da Folha de S.Paulo
A população do Rio de Janeiro já percebeu que as ações conjuntas das Forças Armadas e das polícias Civil e Militar só servem para o espetáculo, ajudam a vender jornais, aumentam a audiência das emissoras de rádio e televisão e impulsionam os acessos a sites de notícias. Mas na prática o efeito continua quase nulo. Ficar um dia numa comunidade e depois voltar para o quartel não vai levar a lugar nenhum. Aliás, os governos Pezão e Temer estão usando e abusando da imagem das tropas nas comunidades para fazer marketing, mas pouco gente ainda está convencida que as coisas vão melhorar. O sistema de segurança do Rio está em colapso, se não houver uma presença maciça e por um longo período das Forças Armadas nada vai mudar no Rio de Janeiro.

Comentários

10/10/2017

04:16

Roni Azevedo - Rio de Janeiro

Garotinho, os lanches estragados servidos aos policiais-militares na Rocinha traduz tudo o que esse governo do PMDB representa para o Estado do RJ que é o descaso, o desleixo e a desatenção com os interesses públicos!

10/10/2017

09:17

Mery lucia de lima - Rio de Janeiro

Concordo com vc!!! Pezâo.nao sabe governar é 0 à esquerda!!!

10/10/2017

11:44

Francisco Neves - SAO GONCALO

Já comentei aqui e repito: Estão jogando as Forças Armadas na vala comum do descrédito como já fizeram com várias Instituições sérias no País. O que falta mais para ser destruído no Brasil? As Forças Armadas é, ainda, o último bastião de confiabilidade no País. Sei que muitos abominam a ideia mas, alguém lembra de alguma organização criminosa como ADA, PCC, CV e outras quando os Militares Governavam o País? Deram ao povo a liberdade para escolher seus Governantes e, pelo andar da carruagem, não souberam utilizar essa liberdade para avançar... Penso que já está na hora de uma intervenção para por a casa em ordem...

11/10/2017

09:04

Simone - RJ

Soldados da Forças Armadas e Força Nacional de Segurança matando bandidos traficantes vagabundos, infelizmente, até agora não ouvi falar nem no jornalismo do Bom Dia Brasil, nessas operações nos morros do Rio de Janeiro, favela da Rocinha...

11/10/2017

11:38

Luciano - São Gonçalo - RJ

Pelo visto é mais de expulsar traficante politica de Cabral e Pezão contra o crime organizado, matar que é bom um bandido quase não se vê falar em programa policial da mídia.

11/10/2017

02:20

Edmílson - Pede pra sair desgovernador Pezão (PMDB-RJ)

http://www.conjunturaonline.com.br/noticia/geral/rio-tem-segundo-policial-militar-morto-em-menos-de-24-horas

11/10/2017

04:35

Marcelo Borges - Campo Grande

Os governos querem é todo mundo morra mais. Quanto mais gente morrer , menos a Previdencia vai ter que devolver. Por isso tanta gente morre nos hospitais e assassinados. É uma lógica perversa vinda de um governo perverso.

12/10/2017

07:49

Alex finamor de carvalho - Rio de jáneiro

eu pergunto a polícia não tem efetivo e estão gastando uma nota porque não convoca os 4 mil que passo no concurso e estão até hoje esperando pra ser chamado

12/10/2017

08:26

carioca - rio de janeiro

Como combater o crime no RIO? O pior é o roubo de carga com sonegação ICMS, IRPF, IRPJ e trabalho sem carteira.As mercadorias sem documento legal são usadas nas obras das milícias em condomínios residenciais e populares, a prestação de contas é com recibo sem valor fiscal porque NINGUÉM dos governos FISCALIZA balancetes mensais de condomínios residenciais. O prefeito criou a auto vistoria com obras de reformas e os aposentados viraram inadimplentes por causa dos preços absurdos das milícias, lógico: sem NOTA FISCAL ou eletrônica, sem contratos, sem carteira assinada, trabalho informal. Milhares de imóveis vazios no RIO. Vamos passar mais 50 anos cercando traficantes e, o comércio e serviços ILEGAIS eternos parceiros da criminalidade sem qualquer fiscalização do estado. A foto nos jornais com as forças de segurança bem ao lado das mercadorias de origem duvidosa, é cômica. O cartão postal da cidade que é o maoir portal do MUNDO do ROUBO DE CARGA.

12/10/2017

11:22

Ana Lúcia - Rio de Janeiro

Todas essas ações desses governos são como "bolhas de sabão", não produzem resultados definitivos. Estamos desejosos em ver uma completa mudança com o senhor no Governo e quem sabe a Rosinha como Deputada ou Senadora para ser uma voz do povo no Congresso. Que Deus abra os caminhos e lhes dê completa vitória!