Presidente Dilma e Sérgio Cabral em recente cerimônia; abaixo nota do Brasil Econômico, do portal IG
Presidente Dilma e Sérgio Cabral em recente cerimônia; abaixo nota do Brasil Econômico, do portal IG



Como lhes mostrei ontem (cinco postagens abaixo), a revista Veja noticiou que Cabral procurou Lula e o vice-presidente Michel Temer para pedir ajuda para convencer a Presidente Dilma a lhe dar um ministério em janeiro, quando supostamente pretenderia renunciar ao governo do Rio.

Agora essa nota do Brasil Econômico diz exatamente o contrário, que Dilma já acertou com Cabral, a única dúvida é se ele vai para o Turismo ou para Esporte.

Embora Cabral seja um adepto do turismo internacional, acredito que essa nota foi plantada pelo pessoal da bancada do PMDB - RJ, da turma de Eduardo Cunha.

Não creio que Dilma queria se desgastar nomeando Cabral sabendo que terá uma eleição acirrada pela frente. Mas não custa alertá-la para tomar cuidado com "o abraço do afogado". No desespero o afogado pode arrastar para o fundo quem estendeu o braço para o salvar.