Visitantes online: 160
logo topo

terça-feira, 22 de outubro de 2019

16/11/2017

11:55

Encontro Marcado com Garotinho (Quinta, 16/11/2017)

16/11/2017

09:25

Fala Garotinho (Quinta, 16/11/2017)

15/11/2017

13:45

Tremedeira geral na ALERJ

Este feriado está sendo diferente para muitos deputados estaduais que estão em polvorosa, desesperados após a condução coercitiva de Jorge Picciani, Paulo Melo e Edson Albertassi. Sabem que um tsunami arrasará a ALERJ, é só questão de tempo. É a turma da "caixinha da Fetranspor". Passaram o dia de ontem pendurados no telefone querendo saber notícias sobre a Operação Cadeia Velha e aguardando instruções de Jorge Picciani.

15/11/2017

12:05

Charada da Baixada

Conforme vocês se lembram, há algum tempo atrás nossa charada sobre o "bezerro novo" tornou-se realidade, como relembramos ontem aqui no blog. Pois é, leiam com atenção, tentem decifrar a nova charada que dá conta do destino que aguarda um político de uma importante cidade da Baixada Fluminense.

Por enquanto ele vive numa boa, dizem até que foi visitar Portugal há pouco tempo, e passou por várias cidades, Braga, Porto, Coimbra, indo até Lisboa. Adorou tudo pelo país do qual o Brasil já foi colônia, mas devido às travessuras que anda fazendo pode se complicar muito, principalmente porque está deixando lixo acumulado e todo mundo sabe que lixo fede e o passado às vezes condena. Antes de ir para o cargo que atualmente ocupa passou pela "cadeia velha", onde o "Italiano" lhe deu, além de conselhos, uma importante ajuda para se locomover de ônibus. O problema não é a "cadeia velha" por onde passou, é não ter tomado os cuidados para não ir para a "cadeia nova", onde já estão Sérgio Cabral e vários colaboradores, presos pela Lava Jato. Quem avisa amigo é.

15/11/2017

11:20

A propina da Globo

Reprodução do SRZD
Reprodução do SRZD
Bem, a Globo é acusada de pagar propina a dirigentes da CBF. Mas a Globo se inocenta. Não é fantástico?



14/11/2017

21:00

Pezão está completamente perdido

Reprodução do Dia
Reprodução do Dia
Nas últimas 24 horas as decisões e declarações do governador Pezão mostram bem que está completamente à deriva, como um náufrago moribundo desesperado, que nem sabe mais onde está ou para onde vai. Era melhor ficar calado.


14/11/2017

20:19

O lado cômico da Operação Cadeia Velha

Jorge Picciani conduzido pela Polícia Federal
Jorge Picciani conduzido pela Polícia Federal
Em meio à nota oficial, divulgada por sua assessoria, Jorge Picciani saiu-se com essa:

"Em toda a minha carreira jamais recebi qualquer vantagem em troca de favores. A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro não atua a serviço de grupos de interesse".

É pra rir ou pra chorar?

Fecha o pano.

Em tempo: Claro que não são todos os deputados da ALERJ que se envolveram em esquemas, mas infelizmente a maioria atua, ao contrário do que diz a nota de Picciani, "a serviço de grupos de interesse".

14/11/2017

17:44

Pezão está com medo do procurador Leonardo Espíndola

Reprodução do Globo
Reprodução do Globo
O Procurador Geral do Estado, Leonardo Espíndola foi exonerado sumariamente ontem por Pezão por ter se recusado a defender o governador na ação que corre no Tribunal de Justiça contra a indicação de Edson Albertassi ao Tribunal de Contas do Estado. De repente, no meio da tarde de hoje, decidiu rever a exoneração e anunciar que vai "acatar qualquer decisão que ele tomar".

Alguém pode se apressar a concluir que foi por causa da Operação Cadeia Velha, que pode ter sido chamado à razão. Ledo engano. Se fosse assim Pezão não anunciaria que manterá a indicação de Albertassi para o TCE. Pezão está é com medo de Leonardo Espíndola que antes de assumir a Procuradoria Geral do Estado, em novembro do ano passado, foi secretário da poderosa Casa Civil. Espíndola assumiu em março de 2014 quando Cabral deixou o governo para Pezão e ficou no cargo até ir para a PGE. Sabe muito dos negócios feitos pelo governo Pezão. Por isso o governador está com medo e voltou atrás. Agora se o procurador vai aceitar continuar no cargo é outra história. Se tiver brios não continua, afinal foi enxovalhado publicamente pelo governador.

14/11/2017

16:25

Pezão insiste em Edson Albertassi para o Tribunal de Contas do Estado

Reprodução da Folha de S.Paulo
Reprodução da Folha de S.Paulo
Só pode ser desespero ou está zombando da opinião pública. Mas diante da situação do momento, com o deputado Edson Albertassi (PMDB) acusado de receber propinas e defender os interesses da Fetranspor na ALERJ; com o Tribunal de Justiça tendo suspendido a sessão que aprovaria seu nome; com o pedido de prisão do MPF, assim mesmo Pezão não voltou atrás. Insiste em colocar Edson Albertassi no Tribunal de Contas do Estado para, entre outras coisas, fiscalizar os gastos do Governo do Estado. Até o Procurador Geral do Estado, agora ex, após ser exonerado por Pezão, Leonardo Espíndola recusou-se a defender o governador na indicação de Albertassi para TCE, porque não quis se meter nessa encrenca jurídico-policial. Alguém precisa alertar Pezão que a indicação de Albertassi já era, insistir nela é burrice.

14/11/2017

15:12

Demorou, mas confirmou-se a charada do boi

Reprodução do Blog do Garotinho
Reprodução do Blog do Garotinho
Em janeiro deste ano, bem antes das operações O Quinto do Ouro (março) e Ponto Final (julho), eu publiquei essa charada, obviamente me referindo à prisão de Felipe Picciani, ocorrida hoje na Operação Cadeia Velha. Demorou alguns meses, não dias, como afirmei em janeiro, mas aconteceu exatamente como eu previ.

A vaca da família Picciani está indo para o brejo, e vai levar para o brejo muitas outras "vacas"



14/11/2017

13:10

Encontro Marcado com Garotinho (Terça, 14/11/2017)

14/11/2017

09:25

Fala Garotinho (Terça, 14/11/2017)

14/11/2017

08:00

Garotinho comenta a operação da Lava Jato que chegou na ALERJ

13/11/2017

18:44

Paulo Melo está soltando fumaça pelas narinas

Edson Albertassi e Paulo Melo
Edson Albertassi e Paulo Melo
Paulo Melo contava com a gratidão de Sérgio Cabral e do atual governador Pezão para ser o escolhido para a vaga aberta no Tribunal de Contas do Estado. Foi presidente da ALERJ durante o governo Cabral e ajudou a blindar toda a patota do PMDB e seus aliados. E virou secretário de Governo de Pezão descascando abacaxis. Mas quem manda hoje no estado é Jorge Picciani, muito mais que Pezão. E Picciani tem rivalidade com Paulo Melo. Resultado: mesmo com toda a folha de serviços prestados a Cabral, Pezão e o PMDB, Paulo Melo levou uma rasteira e o indicado foi Edson Albertassi. Aliás, André Corrêa, que foi líder do Governo Cabral também estava no páreo. Os dois estão como "um pote até aqui de mágoa". Aliás, vale a pena ler o artigo do professor Marcos Pedlowski logo abaixo.

A votação na ALERJ para referendar o nome de Albertassi está marcada para amanhã, mas o caso está no Órgão Especial do Tribunal de Justiça porque a escolha está sendo contestada judicialmente.

Reprodução do Blog do Pedlowski
Reprodução do Blog do Pedlowski


13/11/2017

17:36

Três portas para Aécio Neves

Reprodução da Folha de S.Paulo
Reprodução da Folha de S.Paulo
A convenção estadual do PSDB-SP teve coro "Fora Aécio". Já na convenção dos tucanos mineiros, Aécio Neves admitiu que o partido deixará o governo, não que ele seja favorável, mas porque não dá mais para conter a rebelião interna que está esfacelando o PSDB. Mas segundo Aécio, "o PSDB sairá pela porta da frente". Bem, a iminente saída não se dará pela porta da frente com certeza. Para Aécinho não haverá porta da frente, resta-lhe a dos fundos, o que o deixará no lucro, porque existe o risco de terminar na porta da cadeia.

13/11/2017

16:12

Joaquim Barbosa pode ser opção à polarização Lula x Bolsonaro

Joaquim Barbosa
Joaquim Barbosa
Joaquim Barbosa, ex-presidente do STF foi convidado pelo PSB para se candidatar à Presidência da República, mas pediu um tempo até janeiro para decidir sobre a questão. Seria um nome novo com penetração na classe média e até mesmo na elite brasileira, que talvez pudesse se transformar na novidade da eleição, e até mesmo tirar votos à direita que hoje estão indo para Jair Bolsonaro. Aliás, Bolsonaro disparou nas pesquisas internas realizadas pelo próprio PT. Em uma delas, na semana passada, ele já aparecia com 22%, apenas seis pontos percentuais atrás de Lula, que lidera com 28%. Há muitas pessoas dentro do PT que preferem um segundo turno entre Lula e Bolsonaro, pois acreditam que ocorreria um fenômeno parecido com o ocorrido na França, onde a direita e o centro-esquerda preferiram apoiar um candidato de centro, Emmanuel Macron, para evitar a vitória da extrema-direita de Marine Le Penn.