Visitantes online: 1855
logo topo

sexta-feira, 24 de março de 2017

09/03/2017

18:32

A jogada da defesa de Sérgio Cabral

Reprodução do Radar online, da Veja
Reprodução do Radar online, da Veja

Esse depoimento tem dois lados. A defesa de Cabral, que arrolou Pezão como testemunha de defesa, vai tentar de todas as formas vincular as ações do ex-governador ao atual. Pezão era o secretário de Obras e Cabral, no dia de sua prisão, no primeiro depoimento já tentou empurrar para ele tudo o que envolve empreiteiras. O objetivo da defesa é criar uma situação que comprometa Pezão para o processo subir para o STJ, afinal ele tem foro privilegiado, e com isso tirar Cabral das mãos de Sérgio Moro. Já Pezão não quer comprometer Cabral, mas dependendo do que falar pode se encrencar ainda mais no inquérito que corre no STJ. Vai ter que se equilibrar na corda bamba.

09/03/2017

17:12

Rodrigo Maia, o inimigo dos trabalhadores

Reprodução do Dia on line
Reprodução do Dia on line

O que é que é isso, Rodrigo Maia? Defender o fim da Justiça do Trabalho e dizer que juízes trabalhista tomam decisões irresponsáveis é simplesmente inacreditável. Trata-se do presidente da Câmara dos Deputados. E foi mais longe: "Acho que há um consenso da sociedade que esse processo de proteção (do trabalhador) na verdade gerou desemprego, insegurança e dificuldades para os empregos brasileiros." Rodrigo Maia acha que os trabalhadores têm proteção demais. Bem, os empresários devem estar rindo à toa, mas os trabalhadores precisam ficar de olho, afinal é Rodrigo Maia quem vai tocar a reforma trabalhista, e deixa claro que o projeto do governo não o atende, quer cortar mais direitos dos trabalhadores. Pelo menos foi sincero, agora todo mundo sabe de que lado está: contra os trabalhadores.

09/03/2017

16:06

Entrevista com Fábio Medina Osório

Escolhido para ser Advogado-Geral da União, Fábio Medina Osório, um dos maiores advogados do país, deixou o governo em meio a uma polêmica confusão envolvendo o ministro e amigo de Michel Temer, Eliseu Padilha. Um dos maiores incentivadores da Lava Jato no país, ele tentou cobrar das empreiteiras o dinheiro desviado da União e aí, interesses poderosos se aglutinaram para sabotá-lo no cargo, entre eles, aliados de Eduardo Cunha. Hoje à noite, ele concederá, a partir das 23 horas, na Globo News, uma entrevista ao jornalista Mário Sérgio Conti, no programa Diálogos. Será imperdível.

09/03/2017

16:04

Comunicadores saúdam a volta de Garotinho ao microfone da Rádio Tupi - 2

Agradeço também aos comunicadores Clóvis Monteiro e Garcia Duarte as mensagens pelo meu retorno à Super Rádio Tupi.





09/03/2017

14:43

Temer tenta consertar saia justa com mulheres

Reprodução da Folha de S. Paulo
Reprodução da Folha de S. Paulo

Depois de - por outras palavras - dizer que mulher entende é de supermercado e de afazeres domésticos, cuidando da casa e dos filho, o presidente Michel Temer voltou a ser bombardeado nas redes sociais. Por isso hoje pela manhã, no perfil do Palácio do Planalto no Facebook, tentou aplacar a ira feminina falando em direitos iguais e dizendo que seu governo fará de tudo para que as mulheres ocupem cada vez mais espaço na sociedade. Aliás, ontem nas manifestações por todo o país não faltaram cartazes e coro de "Fora Temer".

Reprodução do Facebook
Reprodução do Facebook

09/03/2017

13:31

Comunicadores saúdam a volta de Garotinho ao microfone da Rádio Tupi

Agradeço também as mensagens de boas vindas dos comunicadores Mário Belisário, meu amigo de muitos anos, que comanda a madrugada da Tupi, de 3h às 6h, além de estar à frente da Patrulha da Cidade, e Heleno Rotay, no ar de 15h às 17h.





09/03/2017

12:28

Renan diz que Michel Temer está sendo chantageado por Eduardo Cunha

Reprodução do Globo online
Reprodução do Globo online

Vocês devem estar lembrados que falei aqui no blog que o Palácio do Planalto estava fazendo agrados a Eduardo Cunha por medo de uma delação premiada com que ele vem ameaçando o presidente Michel Temer. Me referi às escolhas de dois aliados, Osmar Serraglio (PMDB-PR) para o Ministério da Justiça, e André Moura (PSC-SE) para a Liderança do Governo no Congresso. Ontem Renan Calheiros soltou o verbo com Moreira Franco dizendo que o grupo de Cunha está tomando de assalto o núcleo político do governo. Citou os casos que eu mencionei e ainda colocou a escolha do deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) como Líder do Governo na Câmara na conta de Eduardo Cunha. Renan Calheiros virou uma pedra no sapato de Michel Temer porque está vendo Eduardo Cunha, da prisão, no Paraná, mandar mais no governo do que ele que é senador. O clima dentro do PMDB é de rebelião, aliás, mais tarde falarei mais disso.

Não custa lembrar que Cunha já havia imposto a Temer a nomeação de seu antigo assessor especial, Gustavo Vale Rocha, como chefe da Assessoria Jurídica da Casa Civil do Palácio do Planalto. A força de Cunha está no medo que Temer tem dele por tudo o que sabe e pode contar. E assim segue o governo sendo chantageado por Cunha mesmo atrás das grades.

09/03/2017

10:54

Encontro Marcado com Garotinho (Quinta - 09/03)

09/03/2017

08:30

Garotinho de volta à Rádio Tupi nesta segunda-feira, às 9 horas

O maior comentarista esportivo do rádio carioca, Washington Rodrigues, o Apolinho, saúda a volta de Garotinho à Super Rádio Tupi.



E vejam como vai ficar o horário dos nossos programas, no rádio e no Facebook, a partir de segunda-feira.



08/03/2017

17:39

Rejeição a Temer nas redes sociais continua crescendo

Reprodução do site do jornal El País (versão Brasil)
Reprodução do site do jornal El País (versão Brasil)

A ofensiva do Palácio do Planalto, que está investindo dinheiro pesado nas redes sociais, não está dando resultado. Um levantamento feito pela empresa de inteligência digital Veto revela que a situação de Temer, no Facebook e Twitter, é pior que a de Dilma perto do seu afastamento. De todas as postagens que citam Temer nas duas redes sociais, 89% foram negativas, incluindo pessoas que têm perfil de direita e que seguem e curtem o que, por exemplo, Jair Bolsonaro e Aécio Neves postam. Somente 11% dos comentários e postagens foram positivos a Temer. No pior momento de Dilma, nas vésperas do impeachment, as postagens negativas atingiram 80%.

E convenhamos, com postagens como a que o PMDB fez, ameaçando o fim do Bolsa-Família, do FIES e outros programas sociais, caso a reforma da Previdência não seja aprovada, com essa estratégia Temer não vai melhorar nas redes sociais.

08/03/2017

16:28

Mais um legado nefasto de José Mariano Beltrame

Reprodução de O Dia online
Reprodução de O Dia online

A escalada de assaltos a caixas eletrônicos utilizando explosivos está assustando a Polícia Civil. E agora imprensa cobra a volta da Delegacia de Fiscalização de Armas e Explosivos (DEFAE). Para quem não lembra, em 2011, o então secretário de Segurança Pública, José Mariano Beltrame decidiu extinguir a delegacia especializada, sob alegação de que os criminosos estavam abandonando as armas pesadas, era a época da farsa da pacificação. Eu denunciei o absurdo aqui no blog como voz solitária, pregando no deserto. A mídia inteira aplaudiu, várias personalidades da sociedade publicaram artigos nos jornais enaltecendo o novo momento. Agora está aí o resultado. É a mesma coisa que aconteceu com a extinção do Batalhão Ferroviário da PM. Beltrame decidiu acabar com a unidade e hoje muitas estações de trem viraram bocas-de-fumo a céu aberto, com bandidos armados circulando e aterrorizando os passageiros.

08/03/2017

15:10

Sérgio Cabral já é acusado por mais de 700 crimes

Reprodução do Globo online
Reprodução do Globo online

Cabral já é réu em 5 processos, um em Curitiba, com o juiz Sérgio Moro, e quatro no Rio, com o juiz Marcelo Bretas. Agora o MPF o denunciou pela sexta vez, agora por 25 crimes de evasão de divisas, 30 crimes de lavagem de dinheiro e 9 crimes de corrupção passiva, no caso que envolve o doleiro Juca Bala. A denúncia deverá ser aceita pelo juiz Bretas. Com isso Sérgio Cabral supera seu próprio recorde.

Somando tudo, Cabral é acusado hoje de 641 crimes de lavagem de dinheiro, 61 de corrupção passiva, 25 de evasão de divisas e 4 por formação de quadrilha e organização criminosa . Dá um total de 731 crimes que, de acordo com o Código Penal, representam uma pena mínima de 2032 anos de prisão. É isso mesmo que está escrito: 2032 anos de prisão. E muito mais ainda está por vir.

Em tempo: O juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal do Rio, aceitou esta tarde a denúncia do MP. Agora Cabral é réu em seis processos onde responde por 731 crimes. Para quem acreditava que ficaria impune para sempre, Cabral, pode-se dizer, foi atropelado por um trem cargueiro em alta velocidade.

08/03/2017

14:01

Em que mundo Michel Temer vive?

Reprodução do Brasil 247
Reprodução do Brasil 247

Francamente, essa foi demais! Ontem à noite, no jantar pelos 50 anos de carreira do jornalista Ricardo Noblat, a quem aproveito para saudar, Michel Temer deu entrevista a vários jornalistas presentes. Saiu-se com essa análise, que se viesse da boca do então presidente Lula diriam que ele já tinha bebido demais. Segundo Temer "a economia está indo numa onda excepcional, crescendo substancialmente." E acrescentou: "As coisas estão melhores do que esperava". Como assim, Temer? Ontem mesmo foi divulgado que a economia caiu 3,6% em 2016, vivemos a pior recessão da história. Não existe nenhuma razão para essa euforia, a não ser a tentativa de convencer a opinião pública de que está tudo bem, quando todos sabem que vai tudo mal, pelo menos por enquanto.

E chega a ser engraçado que a grande mídia de um modo geral faz questão de frisar em manchetes que a culpa da crise é de Dilma, isentando Temer. Mas Temer não foi o vice de Dilma nos dois mandatos? Não a ajudou aprovar no Congresso uma série de medidas equivocadas? Ora, me poupem!


08/03/2017

13:13

Rafael Diniz nomeia estelionatário pra cuidar da folha de pagamentos da Prefeitura de Campos

Sentença que condenou estelionatário; abaixo sua nomeação pelo prefeito Rafael Diniz
Sentença que condenou estelionatário; abaixo sua nomeação pelo prefeito Rafael Diniz

O Prefeito de Campos, Rafael Diniz, é mesmo um fiel discipulo de Cabral e Pezão. É quase inacreditável, mas ele nomeou para Diretor de Recursos Humanos da Prefeitura, José Leonardo Gioffi Mota, condenado a quatro anos no artigo 171 do Código Penal por estelionato qualificado 22 vezes. O referido cidadão foi nomeado justamente para fazer aquilo que foi condenado.

Veja o trecho da sentença: “tendo o réu confessado a prática do delito que se lhe imputa. Assim restou comprovado que o réu obteve para si vantagem ilícita, qual seja a quantia de R$110.175,67 mediante fraude consistente em simular o pagamento de funcionários do Hospital Álvaro Alvim, sendo tais funcionários inexistentes, e as quantias a eles destinadas eram revertidas para conta corrente do réu e o prejuízo do Hospital Álvaro Alvim. O réu conforme exposto pelas testemunhas que depuseram nesta data tinha plena confiança da Administração do Hospital, era o responsável pela elaboração da folha salarial e neste mister efetuava as fraudes antes mencionadas. O prejuízo foi causado em detrimento de Fundação que tem como objetivo social a assistência social e a beneficência por meio da prestação de serviços médicos a pessoas carentes. O réu confessou judicialmente os fatos narrados na denúncia, inclusive no que pertine ao tempo e vantagens ilícitas obtidas.”

Sendo simples e direto: nomeado pelo Rafael Diniz pra cuidar do RH da Prefeitura, ou seja com poder de pagamento, o seu José Leonardo Gioffi Mota, tem antecedentes que preocupam o funcionalismo municipal. Afinal, quem teve a coragem de fraudar a folha de pagamento e um hospital pertencente a fundação sem fim lucrativos - onde o controle é bem mais simples, porque a quantidade de funcionários é bem menor - imaginem o que este cidadão pode fazer com a folha da Prefeitura, que entre ativos, inativo e pensionistas, tem hoje mais 15 mil funcionários.

Não estou levantamento uma hipótese. Os fatos podem ser comprovados através do documentos que publicamos acima.


Em tempo: Informações que recebi de Campos dão conta que depois que publiquei esta denúncia no meu Facebook, o prefeito Rafael Diniz decidiu demitir o estelionatário.

08/03/2017

12:00

Garotinho fala da sua estréia na Tupi e dos novos horários dos seus programas

08/03/2017

11:29

Quadrilha de Cabral troca sopapos em Bangu 8

Reprodução do blog de Lauro Jardim, do Globo
Reprodução do blog de Lauro Jardim, do Globo

Acabou a amizade de 40 anos de Sérgio Cabral com Carlos Emanuel Miranda, o Avestruz, presos na mesma cela, em Bangu 8. O motivo real da briga não é porque Cabral queira proteger Jorge Pìcciani, Paulo Melo e outros deputados estaduais, que Carlos Emanuel está negociando entregar na sua delação premiada. A questão é que Cabral acha sua delação, que também está sendo negociada, pode ficar prejudicada se o Avestruz contar antes os mesmos fatos. Por isso trocaram sopapos na cela de Bangu 8.

Só para situar vocês, Carlos Emanuel Miranda não era apenas operador financeiro de Cabral, inclusive sendo a pessoa que pagava e apanhava as joias compradas para Adriana Ancelmo nas joalheiras H. Stern e Antonio Bernardo. Conforme nosso blog denunciou há vários anos, com exclusividade, o Avestruz é sócio do irmão de Cabral, Maurício Cabral, na LGR Consultoria e Participações LTDA, e do próprio Cabral, na SCF Comunicação e Participações LTDA. Os dois são amigos desde a adolescência, e era Carlos Emanuel quem fazia a Declaração de Imposto de Renda de Cabral, Adriana Ancelmo, filhos e até a primeira mulher do ex-governador, Susana Neves Cabral.

É bom lembrar que recentemente Cabral já quase tinha chegado às vias de fato com Hudson Braga, o Braguinha, seu secretário de Obras. O motivo foi o mesmo. Cabral não queria que Braguinha fizesse delação premiada sem combinar tudo com ele.

É aquela história, na alegria, quando os milhões entravam, a amizade prosperava. Agora na tristeza, atrás das grades, numa cela de Bangu 8, é cada um por si e os outros que se virem. O clima está quente em Bangu 8.

Resta saber se o secretário de Administração Penitenciária, coronel Erir Ribeiro, ex-comandante da PM no governo Cabral, vai fazer a anotação de mau comportamento, por briga, na ficga de presidiário de Sérgio Cabral. Anotações por mau comportamento tiram regalias dos presos e impedem até o privilégio da mudança de regime em caso de condenação. Será que a briga vai para a ficha de Cabral?

PrimeiroAnterior1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 ProximoUltimo