Visitantes online: 1241
logo topo

sábado, 22 de julho de 2017

06/07/2017

17:30

Pão de queijo mineiro saltou do forno do Conselho de Ética do Senado

Mais uma vergonha. Por 11 votos a 4, o Conselho de Ética do Senado negou o recurso sobre o pedido de cassação de Aécio Neves. Desta vez não foi uma pizza, mas sim pão de queijo que saiu do forno. Aécio pode até estar satisfeito, mas não tem motivos para comemorar afinal tem 8 inquéritos no Supremo Tribunal Federal. Foi mais um acordão por baixo dos panos entre o PSDB e o PMDB, um "toma lá, dá cá" da pior espécie. O PMDB ajudou a salvar Aécio no Senado e em compensação o PSDB continua dando sustentação ao governo Temer, inclusive mantendo seus 4 ministérios e muitos cargos.

06/07/2017

16:17

No desespero, Palácio do Planalto torce pela condenação de Lula

Lula cercado de parlamentares aliados no Aeroporto de Congonhas, quando foi levado coercitivamente para depor pela Polícia Federal
Lula cercado de parlamentares aliados no Aeroporto de Congonhas, quando foi levado coercitivamente para depor pela Polícia Federal

A situação de Michel Temer é tão desesperadora que no Palácio do Planalto há torcida para que o juiz Sérgio Moro divulgue logo a sentença de Lula no caso do triplex. E claro, torcem para ele seja condenado a prisão. Na lógica do Planalto isso tiraria o foco de Temer. Como se essa eventual condenação adiantasse alguma coisa para o presidente. No máximo o presidente deixaria as manchetes principais para Lula, mas continuaria em estado terminal.

06/07/2017

14:58

A novela da saída do PSDB do governo continua

Reprodução da Veja online
Reprodução da Veja online

Cada vez mais lideranças tucanas defendem a saída do partido do governo Temer, onde tem 4 ministérios. Enquanto isso o PSDB segue sangrando junto com Michel Temer. E a cada semana a reunião para definir a posição do partido vai sendo adiada. Agora querem esperar agosto. Os tucanos parece que ainda não se convenceram que vão pagar um preço muito alto pelo apoio a Temer nas eleições de 2018.

06/07/2017

13:35

Delações de Eduardo Cunha e Lúcio Funaro são o atestado de óbito do governo Temer

Eduardo Cunha e Lúcio Funaro presos pela Polícia Federal
Eduardo Cunha e Lúcio Funaro presos pela Polícia Federal

Desta vez o negócio é para valer. Eduardo Cunha e Lúcio Funaro estão fazendo delação premiada. Se não houver nenhum entrave no meio do caminho, as delações vão implodir o governo Temer e a cúpula do PMDB. E não é só isso. Muito provavelmente podem emitir passagens de ida para a prisão para Temer, Eliseu Padilha e Moreira Franco, entre outros. Vai ser o triste fim de uma governo trágico, aprovado por apenas 2% dos brasileiros. Fala, Cunha! Fala, Funaro!

06/07/2017

11:54

Encontro Marcado (Quinta, 06/07/2017)

06/07/2017

09:25

Fala Garotinho (Quinta, 06/07/2017)

06/07/2017

08:02

Defesa de Temer é uma piada

Reprodução do Estadão
Reprodução do Estadão

A defesa do presidente Michel Temer foi entregue à Comissão de Constituição e Justiça da Câmara de Deputados. Parece piada, e é. Sobre a conversa gravada com Joesley Batista, a defesa sustenta que Temer apenas ouviu "falatório cansativo". Ora, ficou claro que Temer não estava nem um pouco incomodado pela conversa. Além disso, Temer joga no colo da Rodrigo Rocha Loures toda a responsabilidade pela mala de dinheiro. Segundo a defesa, Temer "nunca autorizou àquele (Rocha Loures) realizar qualquer tratativa espúria com quem quer que seja em seu nome". Resta saber se Rocha Loures vai aceitar ser condenado sozinho, poupando Temer. Será?

O fato é que pelo rito estabelecido pela Comissão de Constituição e Justiça a votação em plenário só acontecerá em agosto, na volta do recesso. A não ser que seja suspenso o recesso.

05/07/2017

21:55

Resumo da ópera

Essa postagem da noite é um resumo do que vem ocorrendo no Brasil, no Rio e em Campos nos últimos dias. O prefeito Marcelo Crivella, que tem resistido a conceder aumento das passagens de ônibus acabou por provar que está certo. A Operação Ponto Final mostrou que tanto Sérgio Cabral como Eduardo Paes eram os “queridinhos” do transporte no Rio, e que deram tudo a eles. Ponto para Crivella, que provou que a tarifa estava favorecendo os empresários e não o povo.

Ainda falando sobre o prefeito do Rio é impressionante como o jornalismo “global” não consegue separar a pessoa do prefeito da cidade do sobrinho do dono da TV Record, sua concorrente. Embora não concorde com algumas coisas que o prefeito tem feito, o que as Organizações Globo vêm fazendo é inadmissível, que é difundir notícias, através de notinhas, que depois se transformam em matérias que ganham as redes sociais. Por exemplo, Crivella nunca disse que teve a intenção de construir um muro no valor de R$ 2 milhões no Palácio da Cidade. No entanto, o Globo deu a matéria como nota, que foi viralizada nas redes sociais e tornou-se verdade no imaginário da população.

Em outra oportunidade, o prefeito afirmou que o seu filho é formado em Oxford (Reino Unido), fez mestrado na Fundação Getúlio Vargas e hoje é consultor da ONU. De fato, ele é formado em Oxford, não na conhecida Universidade de Oxford, mas na Oxford Brookes University, mas que também fica na cidade de Oxford. Só que a Globo nunca perguntou qual a faculdade em Oxford e nem nunca esclareceu os leitores qual faculdade o prefeito se referia.

Em outro episódio o jornal atribui ao prefeito a afirmação “meu filho é formado em Psicologia Cristã”. Não é verdade, aliás, nem poderia ser porque esse curso não existe. A matéria foi simplesmente plantada e difundiu-se, como também espalhou-se a história de que a Prefeitura iria patrocinar um filme sobre a vida de Edir Macedo. O Globo noticiou e nunca desmentiu. O orçamento de R$ 16 milhões teria o patrocínio da Rio Filmes, empresa ligada à Secretaria Municipal de Cultura.

Agora há poucos dias, um dos jornais das Organizações Globo, disse que Crivella havia aberto mão de R$ 70 milhões de ISS para as empresas de ônibus quando na verdade o projeto de lei aprovado pela Câmara de Vereadores é de autoria de Eduardo Paes. Meu desejo é que Crivella revogue essa imoralidade.

De Crivella eu paro por aqui. Passemos a Campos




A prefeitura de Rafael Diniz, que alega não ter dinheiro para bancar os programas sociais, acaba de abrir uma licitação para locação de geradores para eventos no valor de R$ 5.468.320. A licitação está visivelmente dirigida para que a vencedora seja uma empresa que tem ligações umbilicais com setores do Ministério Público de Campos. Para completar a dramaticidade dessa situação, de um governo que não tem dinheiro para os pobres, mas gasta mais de R$ 5 milhões com geradores, a gestora do contrato milionário será a Campos Luz, presidida atualmente pelo sogro do presidente da Câmara Municipal, Marcão Gomes. É tanto cinismo que a gente não encontra palavra para definir o que ocorre hoje em Campos.



Pezão ameaçou jogar a toalha hoje. Disse com todas as letras que está sendo enrolado por Brasília. Pobre Pezão! Custou a perceber o óbvio. Ninguém quer dar dinheiro a um estado cujas marcas são a incompetência e a corrupção. Aliás, um amigo de Pezão de longa data vai acordar mais cedo amanhã.




Até agora não houve acordo entre Globo e governo federal. Nomeado para relatar a denúncia de Janot, Sérgio Zveiter, cuja família é ligadíssima à Globo, não conseguiu ainda as garantias necessárias para todos os envolvidos no acordão, que são:

1 – O governo federal, através do Ministério da Justiça não entregaria às autoridades que investigam a Globo nos Estados Unidos e na Espanha os documentos que confirmam parte das delações de J.Hawilla, ex-sócio da família Marinho, preso nos Estados Unidos e outros documentos fiscais que comprovariam que Marcelo Campos Pinto, ex-homem forte da Globo, pagou propina para que a Globo ganhasse durante décadas direitos de transmissão de jogos da Copa do Mundo e da Copa do Brasil.

2 – Ele também não obteve ainda a garantia que se der o parecer a favor de Michel Temer, o governo entraria fundo para salvar a cabeça do seu irmão, Luiz Zveiter, que está pendurada no CNJ.

Ou seja, se a Globo tirar o pé do acelerador contra Temer e noticiário ficar dando apenas o factual, o relatório será pela improcedência da denúncia da PGR. Caso contrário, se não salvarem seu irmão da guilhotina no CNJ e a Globo das garras do FBI e da Promotoria da Espanha, o relatório virá com força total pedindo a cabeça de Temer. O jogo está jogado, as peças estão no tabuleiro, vamos esperar os próximos lances.

05/07/2017

17:30

A tragédia da omissão no Rio de Janeiro

Capa do jornal Extra
Capa do jornal Extra

A capa da edição de hoje do jornal Extra expressa aquilo que eu venho dizendo repetidas vezes aqui no blog. A omissão das autoridades diante do caos na segurança pública, assim como em outras áreas, chega a ser chocante. Ninguém fala nada, ninguém faz nada, nenhuma providência é tomada. Parece que de dentro de seus carros blindados e seus seguranças e escoltas, as autoridades não estão nem aí.

E vejam o que aconteceu nesse caso da menina Vanessa, de 10 anos, morta dentro de casa por uma bala perdida, durante um tiroteio entre policiais militares e traficantes no Complexo do Lins. Só hoje à tarde, quase 24 horas depois, e após a tia da menina desabafar sobre a falta de apoio do poder público nos telejornais da hora do almoço, é que Pezão anunciou que mandou o secretário de Direitos Humanos, Átila Nunes desse assistência à família de Vanessa. E sabem o que o secretário fez? Pensam que saiu do gabinete para ir ao encontro dos familiares da menina? Que nada! Avisou que ia receber a família na secretaria às 16 horas.

É omissão, é descaso, é incompetência, enfim, é vergonhoso, revoltante.

Reprodução do Extra
Reprodução do Extra


05/07/2017

16:32

A "economia" da prefeitura de Campos é pagar mais caro

Rafael Diniz
Rafael Diniz

Em meio às decisões jurídicas absurdas que vem ocorrendo em Campos e à falácia da falência municipal pelo prefeito Rafael Diniz, a prefeitura de Campos aproveita as entrelinhas do Diário Oficial para promover um festival de gastos muito claramente superfaturados.

Por exemplo, no dia 26/06/2017, a Comissão Permanente de Licitação publicou a concorrência nº001/2017. Não fosse o absurdo de ser a primeira concorrência após seis meses de governo, ela é claramente superfaturada e direcionada. Trata-se de concorrência por técnica e preço, pelo regime de empreitada por preço unitário, para contratação de uma empresa de engenharia especializada na execução de serviços contínuos do sistema de iluminação pública e fornecimento de materiais necessários para a execução.

A prefeitura estimou o valor em R$14.767.878,77 por 12 meses. Isso significa que o mesmo serviço que a empresa contratada no governo Rosinha recebia em torno de R$850.000,00 por mês passará a custar, a partir da licitação marcada para o dia 18/08, às 10h, na sede da prefeitura, R$1.230.000,00 mensais. Um aumento de 31%.

Interessante. Não é esse o governo que diz que está sem dinheiro? Não é esse o governo que não tem recursos para os programas sociais? Nem mesmo para manter o Cheque Cidadão e o Restaurante Popular ou a Passagem Social?

Interessante o povo de Campos saber que a alegação de falta de dinheiro é mero pretexto para favorecer empresas que vão financiar campanhas eleitorais em troca do sofrimento dos mais pobres.

Reprodução do Diário Oficial de Campos dos Goytacazes, edição 30/06/2017, página 5
Reprodução do Diário Oficial de Campos dos Goytacazes, edição 30/06/2017, página 5

05/07/2017

16:11

O equilibrista Rodrigo Maia

No Palácio do Planalto pessoas próximas a Michel Temer identificam nos últimos movimentos do presidente da Câmara, Rodrigo Maia que ele vai trair. Maia vem se equilibrando numa linha tênue. Não quer parecer que está de olho na cadeira de Temer, mas também age para que não pensem que está protegendo o presidente. O certo é que Rodrigo Maia está convencido que mais cedo ou mais tarde assumirá a Presidência da República. Mais do que isso, já sonha alto. Maia trabalha com a hipótese de Temer ser afastado, se não for nessa denúncia, na próxima que a PGR apresentará, assumiria seu cargo interinamente, no desenrolar dos fatos se elegeria indiretamente, e em 2018, com a máquina na mão, se candidataria à reeleição nas urnas.

05/07/2017

14:55

Marco Antônio Cabral: o pior cego é aquele que não quer ver

Reprodução do Globo: ao lado Marco Antônio Cabral e Jorge Picciani
Reprodução do Globo: ao lado Marco Antônio Cabral e Jorge Picciani

Entendo que seja difícil para o deputado Marco Antônio Cabral descobrir que seu pai, Sérgio Cabral, é o maior ladrão de dinheiro público da história do Estado do Rio de Janeiro. Até seu pai já admitiu a políticos que o visitaram quando estava em Bangu 8: "É, acho que exagerei". Esse artigo de Marco Antônio impressiona pela cegueira. Diz que o governo de seu pai foi "a melhor gestão que o Rio já teve", que Cabral não tem culpa da crise do estado, e que sua gestão foi "séria, e com uma equipe de excelência". É melhor parar por aqui, porque dá vontade de rir. A "equipe de excelência" era formada, por exemplo, pelos secretários Wilson Carlos, Sérgio Côrtes, Hudson Braga e o presidente do DETRO, Rogério Onofre, todos presos, e mais alguns que ainda irão lhes fazer companhia no presídio vip de Benfica. Mas o pior é o Globo publicar essa sandice.

05/07/2017

13:39

O constrangedor retorno de Aécio Neves

Aécio Neves no seu retorno ao Senado
Aécio Neves no seu retorno ao Senado

O discurso de Aécio Neves na sua volta ao Senado, após o afastamento de 46 dias, foi anunciado como uma volta triunfal. Mas o desfecho foi o anticlímax. Nada de plenário lotado para prestigiá-lo, muito menos claque nas galerias para aplaudi-lo, nem mesmo discursos acalorados da oposição questionando as palavras do senador. Aécio Neves discursou para apenas 10 colegas, nem todos os senadores tucanos foram dar-lhe força e os adversários políticos nem se deram ao trabalho de rebatê-lo. Foi tratado como "cachorro morto" pelos colegas. Quanto ao teor do pronunciamento muito blablablá sobre ter sido vítima de uma "armação" e um único pedido de desculpas, pelos palavrões que falou ao telefone, nas conversas gravadas pela Polícia Federal. Foi constrangedor.

05/07/2017

11:55

Encontro Marcado (Quarta, 05/07/2017)

05/07/2017

09:25

Fala Garotinho (Quarta, 05 de julho de 2017)

05/07/2017

08:02

Michel Temer abandonou o governo

Está muito claro que a última das preocupações de Michel Temer é a gestão do governo. Ele dedica quase que 100% do seu tempo a correr atrás de votos que o livrem da denúncia da Procuradoria Geral da República. Só ontem recebeu 33 parlamentares para tratar do assunto. Zero de atenção com a saúde, com a educação, com a segurança pública. O governo acabou, mas Temer não quer perder o foro privilegiado, por isso se dedica em tempo integral ao "toma lá, dá cá" enquanto o país segue descendo a ladeira. Estamos perdidos.

PrimeiroAnterior1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 ProximoUltimo