Visitantes online: 1086
logo topo

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

05/09/2017

11:52

Encontro Marcado com Garotinho - 05 de setembro de 2017

05/09/2017

09:30

Fala Garotinho - 05 de setembro de 2017

05/09/2017

07:49

Até que enfim! Rei Arthur é caçado pela Lava Jato

Reprodução do Globo
Reprodução do Globo

A Polícia Federal está nas ruas caçando o empresário Arthur César de Menezes Soares Filho, que ficou conhecido pelo apelido que o nosso blog criou há quase 10 anos, o Rei Arthur, por ser o rei das terceirizações no estado, faturou mais de R$ 3 bilhões dos governos Cabral / Pezão. Além da roubalheira no Rio, o Rei Arthur é acusado pelo Ministério Público do França de ter comprado votos subornando integrantes do Comitê Olímpico Internacional para o Rio de Janeiro ser escolhido como sede das Olimpíadas. O empresário estaria em Miami onde tem uma mansão cinematográfica já revelada aqui no blog.

A Lava Jato também está indo em cima do presidente do Comitê Olímpico Brasileiro, Carlos Arthur Nuzman, que terá muita coisa para explicar à Polícia Federal.

Demorou, mas a hora do Rei Arthur prestar contas à Lava Jato chegou.



04/09/2017

18:20

João Doria está costeando o alambrado

Reprodução do Brasil 247
Reprodução do Brasil 247

João Doria não quer saber de prévia internas no PSDB, afinal sabe que não tem influência suficiente para controlar a máquina partidária. Doria quer que os tucanos escolham o candidato a presidente de acordo com pesquisas: "Ao meu ver, sim. Se alguém tiver dúvida em uma pesquisa, que faça duas. Se tiver dúvida em duas, que faça três. Não ouvir o povo pode ser um erro fatal para o PSDB". Como o PSDB não deve ir por esse caminho, Doria já admite mudar de partido: "Não tenho intenção de mudar de partido, mas é sempre bom ouvir de outros partidos que você é bem-vindo. Não é só o PMDB e o DEM. Outros dois partidos tiveram a gentileza e a delicadeza de abrir as portas caso necessário". O "caso necessário" é sintomático.

04/09/2017

17:11

O que a Força Nacional de Segurança está fazendo no Rio?

Reprodução do Poder 360
Reprodução do Poder 360

Sinceramente a Força Nacional de Segurança desde o ano passado só está efetivamente cuidando da segurança do Palácio Guanabara e da Alerj. Além disso só intervenções pontuais revistando veículos quando há operação conjunta com as polícias do Rio. Gasta-se um dinheiro na manutenção dos 40 agentes, mas pouca contribuição estão dando à segurança da população, somente ao governador e aos deputados estaduais. Aliás, a Força Nacional e as Forças Armadas estão sendo usadas para marketing, porque na prática não estão melhorando em nada a situação da insegurança que tomou conta do Rio.

04/09/2017

15:57

Descontrole geral em Campos

Pelos próximos sete dias os funcionários da prefeitura de Campos não precisam ir trabalhar, podem sair para protestar contra a má administração do prefeito Rafael Diniz, que vem tirando seus direitos.

Eles foram autorizados pelo procurador, em audiência que ocorreu agora há pouco, na sede da prefeitura, como podem ver nos vídeos abaixo:







Vocês também podem ver abaixo a foto da Ponte da Lapa, onde um incêndio começou, conforme o relato de uma pessoa que passava pelo local:

Ponte da Lapa, Campos dos Goytacazes
Ponte da Lapa, Campos dos Goytacazes

Ouça o áudio sobre o incêndio na ponte da Lapa

04/09/2017

14:50

O povo de Campos se sente enganado

O prefeito de Campos, Rafael Diniz, costuma afirmar que a prefeitura da cidade está sem dinheiro. Pois bem, até o dia 31 de agosto deste ano, entraram nos cofres municipais, pelos dados que estão disponíveis no Portal da Transparência da Prefeitura, R$987.395.042,36. Ou seja, quase um bilhão de reais.

Logo ao assumir, o prefeito baixou um decreto suspendendo todos os pagamentos por 90 dias e depois o prorrogou.

Fica a pergunta no ar: onde está o dinheiro que a prefeitura arrecadou?

O mais grave é que todas as receitas que dependem do município estão caindo. O ISS, o ITBI, o IPTU, tudo está muito abaixo do previsto no orçamento. Isso tem nome. Ineficiência, incompetência.

Também não vale tentar culpar a cessão de crédito feita pela prefeitura para cobrir a perda de royalties no ano passado pois o prefeito conseguiu, na Justiça, não pagar. Então, não pode culpar algo que ele não está sendo obrigado a pagar. Lembrando que a prefeita Rosinha Garotinho pagou as prestações que hoje ele não paga, de maio a dezembro.

A cidade hoje vive um caos. Greve de ônibus, lixo espalhado pelas ruas, funcionários revoltados, hospitais sem remédios. Um verdadeiro descontrole.

Se até dezembro, apesar de todas as dificuldades, das crises federal, estadual e do petróleo, a cidade conseguia pagar salários em dia, manter programas sociais para a população, os serviços essenciais funcionando, o que mudou de janeiro para cá?

A resposta é muito simples. Mudou o comando da prefeitura. Saiu um grupo liderado por uma prefeita competente, experiente e bem assessorada e entrou outro grupo, liderado por um prefeito despreparado, imaturo e mal assessorado.

Sem contar os urubus que cercam a atual administração, doidos para morder alguma carniça do dinheiro público.

Caos nos serviços públicos de Campos dos Goytacazes
Caos nos serviços públicos de Campos dos Goytacazes

04/09/2017

14:45

É claro que os bancos tiveram participação efetiva na Lava Jato

Reprodução da Folha de S.Paulo
Reprodução da Folha de S.Paulo

É elementar que sem a participação efetiva de vários bancos não teria sido possível movimentar os muitos bilhões de reais desviados na Lava Jato. A roubalheira envolvendo bancos não se restringiu a operações de políticos em empréstimos e financiamentos do BNDES, Caixa e Banco do Brasil. Os pacotes de milhões sacados na boca do caixa de vários bancos tiveram que ter a conivência de vários bancos. O ex-ministro Antonio Paloccu, aliás, quer delatar esquemas com grandes instituições bancárias. A questão é se a Lava Jato vai chegar aos bancos ou o lobby poderosíssimo de quem realmente manda no país vai falar mais alto e as investigações vão parar antes de chegarem aos banqueiros. Essa é a grande questão.

04/09/2017

13:23

As bebedeiras da quadrilha de Cabral

Reprodução do Radar online, da Veja
Reprodução do Radar online, da Veja

Dá para imaginar a cena dantesca. Sérgio Cabral, Adriana Ancelmo, Wilson Carlos, Sérgio Côrtes, Fernando Cavendish, Pezão, que também frequentava festas na mansão de Mangaratiba, além de outros personagens, alguns também presos, todos já bêbados, depois de terem derrubado um monte de garrafas de vinho e champanhe, cada uma custando mais de R$ 4 mil quebrando tudo, espalhando cacos de vidro. E com certeza como diz a nota não era nenhum ritual de desapego, nem Cabral tem qualquer ligação com a cultura grega. Mais uma loucura que serve para revelar a personalidade doentia de Sérgio Cabral.

04/09/2017

11:55

Encontro Marcado com Garotinho (Segunda, 04/09/2017)



04/09/2017

11:16

Temer e Lúcio Funaro: foi apenas um aperto de mão?

Reprodução do Globo
Reprodução do Globo

Primeiro Temer dizia que no máximo pode ter estado com o doleiro Lúcio Funaro em algum evento político, mas que não o conhecia. Agora diante da revelação de um encontro no aeroporto de Congonhas, o Palácio do Planalto já admite que Temer se encontrou com Funaro, mas teria sido apenas uma apresentação rápida feita pelo deputado Eduardo Cunha. No entanto há a informação de que Cunha teria convidado Funaro a viajar no avião de Temer, então vice-presidente. O Palácio do Planalto nega. Mas fica claro que Michel Temer foi pego em mais uma mentira. Teve sim encontro com o doleiro. Daqui a pouco vão descobrir alguma conversa na calada da noite no porão do Palácio do Jaburu. Complica-se cada vez mais a situação do presidente.

04/09/2017

09:25

Fala Garotinho (Segunda, 04/09/2017)

03/09/2017

11:44

Eu avisei

É inacreditável que o Presidente da República, no exercício do cargo, mesmo pelos meios que sabemos que ele chegou, seja chamado de “Ladrão geral da República” por um empresário que invoca a lei para fazer tal afirmação. Depois não digam que eu não avisei. Isso não vai terminar bem.

Pior ainda é a atitude do presidente, flagrado cometendo crime, gravado cometendo crime. Utiliza recursos públicos, através de emendas parlamentares, para comprar apoio para se manter no cargo e não ser investigado. É vergonhoso, deplorável. Um dos piores momentos da vida pública brasileira. Vai terminar em confusão grande. Depois não digam que eu não avisei.

Aliás, quando avisei que Cabral e seus secretários estavam roubando dinheiro público fizeram pouco caso. Cabral está preso em Benfica com alguns dos seus secretários e tem mais gente para ir para lá. Eu avisei...

Quando disse que Pezão não tinha a menor condição de administrar o estado e seu secretário era fraquíssimo, acharam que era coisa pessoal. Hoje o estado está falido em todas as áreas. Há uma crise aguda de segurança. Os funcionários não recebem salário em dia. E hospitais, escolas, universidades ou estão fechados ou funcionam precariamente. Você se lembra? Eu avisei...

Quando denunciei a máfia da CBF e as maracutaias de Ricardo Teixeira e dos cartolas da entidade e da FIFA diziam que não iria dar em nada. O ex-presidente da CBF, José Maria Marin está preso em Nova Iorque. Há um comunicado da Interpol para localizar e prender Ricardo Teixeira e as duas entidades, CBF e FIFA, mergulhadas num mar de lama. Você se lembra? Eu avisei...

Quando disse a desestruturação num conceito de segurança baseado em princípios técnicos e sociológicos estava sendo destruído para a implantação de uma política de marketing chamada UPP muitos me criticaram. Mas hoje os policiais estão morrendo indefesos como passarinhos e a violência no estado explodiu. Você se lembra? Eu avisei...

Quando fui questionado se o Rio fez certo em sediar as Olimpíadas e a Copa do Mundo fui claro: “Isso só interessa a empreiteiros e políticos que querem ganhar votos e dinheiro com os eventos”. Fui tachado de ser contra o Rio. A dívida explosiva do Rio mostra que eu tinha razão. Não há remédios, os programas sociais acabaram, as escolas da Faetec estão destruídas e o estado ocupas a vergonhosa posição de pior situação fiscal do país. Você se lembra? Eu avisei...

Quando afirmei que o atual prefeito de Campos, Rafael Diniz não tinha conhecimento nem experiência para administrar uma cidade do tamanho e da importância de Campos acharam que era coisa pessoal. No dia de hoje há greve na cidade de coleta de lixo, motoristas de ambulância e, a partir de amanhã, todas as categorias do funcionalismo vão parar. O prefeito tenta jogar a culpa no passado, embora Rosinha deixado os salários em dia, e neste primeiro semestre do ano ele já arrecadou mais royalties e participações especiais do que ela no ano passado. Não podia dar outra coisa, a cidade está desorientada, sem rumo, as pessoas revoltadas, sem esperança. Mas uma vez eu lembro: eu avisei.

Agora os deputados estaduais querem aprovar as contas de Pezão relativas a 2016 que foram rejeitadas por unanimidade pelo Tribunal de Contas. Contas essas que descumpriram todos os artigos da Lei de Responsabilidade Fiscal e se existisse um Lei de Responsabilidade Moral também teria ocorrido o mesmo. Vai haver forte reação do povo. Os deputados que aprovarem essas contas não voltarão à vida pública tão cedo. Depois não digam que eu não avisei.

02/09/2017

14:45

Um presidente chamado abertamente de ladrão

Reprodução do Globo
Reprodução do Globo

A próxima semana promete ser quente em Brasília com a entrega ao STF da segunda denúncia do Procurador Geral da República, Rodrigo Janot contra Michel Temer. A delação do doleiro Lúcio Funaro é arrasadora para o presidente, assim como a delação da JBS. Mas há muito tempo, desde Collor, que não vemos um Presidente da República ser chamado abertamente de ladrão. Aliás, também nunca se viu um presidente ser denunciado por corrupção no exercício do mandato. É a suprema desmoralização de Temer. E Joesley Batista sabe do que está falando, assim como Lúcio Funaro.

02/09/2017

12:15

Começou a largada para a renovação do PR no Estado do Rio.

Nesta sexta-feira, dia 1, o presidente estadual do partido, o ex-governador Anthony Garotinho, deu posse à nova executiva do diretório municipal de Queimados. Numa cerimônia que aconteceu no plenário Gil do Glória, na Câmara dos Vereadores da cidade, totalmente lotado, Garotinho explicou por que escolheu essa cidade da Baixada Fluminense como primeira a passar pelo processo de renovação:

“Não foi por acaso. Foi proposital. Porque, aqui, estamos na cova dos leões”, disse, referindo-se ao fato de o município ser reduto do PMDB e de um dos principais aliados do deputado estadual Jorge Picciani, o ex-prefeito e atual secretário de Governo, Max Lemos.

“Mas não há mal que dure para sempre”, completou, sendo aplaudido pelos convidados presentes, entre correligionários do PR, filiados e políticos de outros partidos, como PSDB, Avante (ex-PT do B), PDT, PC do B e PPS.


O novo presidente do diretório municipal será o procurador concursado da Câmara dos Vereadores local, o Dr. Cassius Valério. Ele deixou a presidência do Avante na cidade. A executiva terá ainda outros nomes de peso na política do município: o ex-vereador Robson do Azair; e os ex-prefeitos Azair Ramos, que será vice-presidente do diretório, e Dr. Jorge César Pereira, novo presidente de honra da sigla.

A cerimônia de ontem também teve a filiação ao PR de inúmeros membros, dentre eles o próprio Dr. Cassius, além de Azair Ramos e Jorge Pereira.

“Nosso objetivo é contribuir para a mudança necessária no Estado do Rio e, particularmente, no nosso município de Queimados”, disse Dr. Cassius, que foi muito elogiado, inclusive, por políticos ligados ao PMDB, a quem Dr. Cassius faz oposição.

Em seu discurso, Garotinho empolgou os presentes em vários momentos, sobretudo quando fez críticas ao legado deixado pelo PMDB no Estado do Rio. “Meu presidente, Dr Cassius, temos um grande desafio pela frente. Não é propriamente o de ganhar a eleição, mas mostrar à nossa população que o estado é viável”, disse o ex-governador, que, mais uma vez, afirmou ainda não ter decidido se concorrerá ao governo em 2018, apesar de várias moções dos presentes no sentido de que ele seja candidato.

“Faço uma política igual à do ex-governador”, elogiou o vereador pedetista Jackson, referindo-se aos programas sociais voltados para a população pobre.

Ao longo de seu discurso, Garotinho foi aplaudido, inclusive, por aliados de Max Lemos na cidade. Entre os presentes, estavam o líder do PR na Alerj, o deputado estadual Bruno Dauaire; a presidente do PSDB no município, Lica do São Roque; o prefeito de Mesquita, Jorge Miranda; o prefeito de Japeri, Carlos Moraes; a vereadora de Mesquita Cris Gêmeas; o secretário de Defesa Civil de Queimados, Davi Brasil; entre outros.

02/09/2017

10:28

Quanto vale a palavra de Temer?

Reprodução do Brasil 247
Reprodução do Brasil 247

O presidente Michel Temer saiu vitorioso ao abafar a denúncia por corrupção passiva. Fez isso comprando o voto de deputados a quem prometeu cargos, verbas e outras vantagens. O problema é que muitos deputados estão indignados porque Temer prometeu, mas não cumpriu. Por isso na segunda denúncia vai ter que pagar à vista, e não contra a entrega, como fez com vários parlamentares, que sabem que se votarem com ele novamente correm o risco de não receber o que lhes foi prometido. Além disso a "gula" dos deputados aumenta na medida em que maior for a dificuldade do presidente.

PrimeiroAnterior1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 ProximoUltimo